Catálogo Leilão de Outubro de 1999
Dia 25 outubro de 1999
Lotes 001 a 140

001 ESTEVÃO Roberto da Silva (c.1845-1891)

Bananas e laranja. Óleo sobre madeira, 15,5 x 37 cm. Assinado embaixo à esquerda:
Estevão Silva.

002 Bule para chá de porcelana chinesa Cia.-das-Índias, decorado com ilustração
grisaille de inspiração européia; 13 cm de altura. China, séc. XVIII.

003 Pequeno vaso de vidro doublé de Gallé acidado, de seção circular com 6,5 cm de
diâmetro, decorado com ramos de hibiscos de tom laranja avermelhado; assinado: Gallé,
2,5 cm de diâmetro de boca e 15,5 cm de altura. França, séc. XX.

004 MUGNAINI, Túlio (1895-1975)

Fazenda do Scalet - Itu. Óleo sobre tela, 33 x 46 cm. Assinado e datado embaixo à
esquerda: T. Mugnaini / 958.

Espólio do Dr. Vicente Sampaio Lara.

005 Caixa para chá de porcelana chinesa Cia.-das-Índias decorada com figurações
douradas e na duas faces paralelas, o mesmo escudo com as iniciais JS e a inscrição
inglesa Judge nought, encimado por águia de perfil com asas abertas; face superior
curva com abertura sem tampa. China, século XVIII.

006 Miniatura de cômoda, de jacarandá, dotada de tampo superior basculante que esconde
espaço interno revestido de veludo azul real e duas gavetas frontais com espelhos de
prata, também revestidas internamente com igual veludo; sobre quatro pés; 24 x 13,5
cm; 15 cm de altura. Brasil, séc. XX.

007 SANTIAGO, Manuel de Assumpção(1897-1987)

Moça com laço vermelho no cabelo. Óleo sobre tela, 40 x 30 cm, Assinado embaixo à
esquerda: Manuel Santiago.

Espólio do Dr. Vicente Sampaio Lara.

008 Caixa para chá de porcelana chinesa Cia.-das-Índias policromada, decorada com
veleiros de bandeira britânica sobre fundo branco; quatro faces planas verticais e
face superior curva com abertura circular sem tampa; 8 x 3,3 x 11,3 cm de altura.
China, séc. XVIII.

009 GROSSO, Guerino (1907-1988)

Cabeça de homem barbado. Pastel, 32 x 26,5 cm. Assinado embaixo à direita: Guerino
Grosso.

Espólio do Dr. Vicente Sampaio Lara.

010 Par de castiçais de prata brasileira fundida; fuste torneado sobre base
quadrangular com 8 cm de lado; saias recortadas; 19,5 cm de altura. Brasil, séc. XIX.

011 BIANCO, Enrico (1918)

Nu com perna dobrada. Óleo sobre placa, 58 x 43 cm. Assinado e datado embaixo à
esquerda: Bianco / 1978.

012 Castiçal de prata do Rio de Janeiro fundida, cinzelada e guilloché, decorada com
elementos vegetais; fuste torneado sobre base quadrada com 9,5 cm de lado, apoiada em
quatro garras; marca sugerindo contraste do Porto, prejudicada na leitura, porém,
certamente, de pseudo-contraste e marca JRG de prateiro do Rio de Janeiro não
identificado; 25,5 cm de altura. Brasil, séc. XIX.

013 BONADEI, Aldo Cláudio Filipe (1906-1974)

Paisagem européia. Painel de seis azulejos decorados a cores, 30,5 x 45,5 cm. Siglado
no azulejo inferior à esquerda: AB.

Estes azulejos foram provavelmente queimados no ateliê Osirarte de Cláudio Rossi Osir,

014 Mesa cavalete dita holandesa dotada de gaveta frontal; tampo emoldurado medindo
116 x 60 cm; 77 cm de altura. Brasil, séc. XIX.

015 Par de galos de prata do Porto, em posição de briga, cerca de 31 cm de altura cada
um. Portugal, séc. XIX.

016 GRUBER Correia, Mário (1927)

Elefantes. Óleo sobre madeira, 39 x 39 cm. Assinado e datado embaixo à esquerda:
Gruber / 99.

017 Porta-caviar de prata sterling de Sheffield repuxada e burilada, decorada com
figurações vegetais; sobre quatro pernas altas terminadas em garras; marca Mappin &
Webb; 22 x 13,5 cm; 13,5 cm de altura. Sheffield, letra-data para 1911.

018 VISCONTI, Eliseu D'Angelo (1866-1944)

Personagem no portão. Aquarela, 35 x 25,5 cm. Assinado e datado embaixo à direita: E.
Visconti / 26-8-1907.

Espólio do Dr. Vicente Sampaio Lara.

019 Meia cômoda de jacarandá D. João V, com três gavetas e saias lavradas; puxadores
de prata; tampo medindo 94 x 52,5 e altura 81 cm. Brasil, séc. XIX.

020 ZORLINI, Ottoni (1891-1967)

Índio com peixe. Escultura de bronze sobre base também de bronze medindo 75 x 47,5 cm;
90 cm de altura. Assinado na base: O. Zorlini.

021 Par de cálices para licor, de cristal decorado com cintas gravadas e o emblema
encimado por lemnisco incluindo o monograma RC (iniciais de Ribeiro de Castro), do
Barão de Santa Rita; 4,6 cm de diâmetro da boca e 9,5 cm de altura. França, séc. XIX.

Houve o 1.o e o 2.o Barão de Santa Rita, respectivamente Manuel Antônio Ribeiro de
Castro (1767-1854) e José Ribeiro de Castro (filho do 1.o) que, além de Barão em 1879,
foi também Visconde por decreto de 1883. O monograma coroado VSR do Visconde de Santa
Rita não está nos cálices em questão e sim RC (Ribeiro Castro).

022 MARTINS, Aldemir (1922)

Coqueiros. Acrílico sobre tela, 60 x 81 cm. Assinado e datado embaixo no centro e no
reverso: Aldemir Martins/ 92.

023 Cruz-relicário de prata filigranada com cabo e braços terminados com três anjos;
três ametistas em forma de gota e malaquita circular incrustadas na face frontal;
atrás, abertura circular protegida por tampa dotada de dobradiça, para a guarda de
relíquia. Brasil, séc. XVII-XVIII.

Proveniente das Missões de Santo Ângelo, Rio Grande do Sul.

024 Par de travessas com cantos chanfrados, de porcelana chinesa Cia.-das-Índias azul
e branca, decoradas com cervos na paisagem lacustre; 36 x 28 cm. China, séc. XIX.

025 NERY, Ismael (1900-1934)

Banhistas. Desenho a bico-de-pena, 15 x 21,5 cm. Siglado embaixo à direita: IN.

025 A OMERTH, G. (Séc. XIX-XX)

Dama. Escultura criselefantina sobre base circular de ônix da Argélia com 14 cm de
diâmetro, 39 cm de altura total. Assinado atras G. Omerth.

026 Cristo crucificado, sem a cruz, de marfim indo-português, medindo 28 cm de altura
e 20 cm de envergadura; resplendor de prata com pedra vermelha incrustada. Índia
Portuguesa, séc. XVIII-XIX.

Fixado sobre veludo bege e moldura de gesso.

027 MALAGOLI, Ado (1906-1994)

Lua soturna. Óleo sobre tela, 49 x 69 cm. Assinado embaixo à esquerda: A. Malagoli e
no reverso: Lua soturna / A. Malagoli.

028 Caixa de prata de Birmingham para cigarros em forma de pequena canastra com a
tampa decorada com guillochis; sobre quatro garras; internamente revestida de madeira;
16 x 9,5 x 8 cm de altura. Inglaterra, letra-data para 1932.

029 SILVA, José Antônio da (1909-1996)

Lavadeiras. Óleo sobre tela, 40 x 70 cm. Assinado e datado embaixo à direita:
J.A.Silva 91 e no reverso: José Antônio da Silva 91.

030 Caixa de prata de Londres para cigarros, decorada com ranhuras; internamente
revestida de madeira; 21,5 x 9 x 4 cm de altura. Inglaterra, letra-data para 1935.

031 BONADEI, Aldo Cláudio Filipe (1906-1974)

Casario. Óleo sobre placa, 25,5 x 36 cm. Assinado e datado embaixo à direita: Bonadei
/ 69.

032 Fruteira de prata francesa repuxada, cinzelada e burilada de seção oval, formada
por prato suportado por seis figuras de crianças sobre base apoiada em seis pés; aba
do prato e saia da base decoradas com delicadas figurações vegetais; marca cabeça de
Mercúrio posta em uso em 1840, de prata de exportação; prato superior medindo 32,5 x
23 cm; 19,7 cm de altura. França, séc. XIX-XX.

033 TARSILA do Amaral (1886-1973)

Paisagem com palmeiras. Desenho a lápis-de-cor, 25 x 20 cm. Assinado, situado e datado
embaixo à direita: Tarsila / Paris / 1931.

034 Par de pequenos vasos solitários doublé de Gallé acidados, decorados com vegetação
verde sobre fundo rosa; assinados: Gallé; 14 cm de altura. França, séc. XX.

35 Mesa redonda inglesa de mogno com tampo de 104 cm de diâmetro, sobre três pernas
curvas e recortadas, terminadas em garras apoiadas em base com forma de trevo; três
pés em forma de bolachas; 75 cm de altura. Inglaterra, séc. XIX.

036 Espada pertencente ao Almirante e Marquês de Tamandaré; importante documento
histórico, raro testemunho de um herói da pátria; punho de bronze e marfim, decorada
com a cabeça de um leão e o emblema PII; bainha de couro e latão, com a âncora
coroada, representando a Marinha Imperial e o escudo nobiliárquico do Barão, Conde,
Visconde e Marquês de Tamandaré, o Almirante Joaquim Marques Lisboa; 97 cm.
(1807-1897). Alemanha, séc. XIX.

037 Paliteiro de prata francesa .950 de Paris, representando Mercúrio segurando o
porta-palitos, de pé sobre base quadrada apoiada em quatro garras medindo 9 cm de
lado; 23,5 cm de altura; marcas de "titre", de "grosse garantie" usadas desde 1819 e
do prateiro Lebrun. França, séc. XIX.

038 Sopeira de porcelana chinesa Cia.-das-Índias policromada, paleta família verde,
com ilustração de gosto chinês, pegador da tampa sob forma vegetal e cabeças de lebre
à guisa de alças; seção retangular com cantos chanfrados, medindo 21,5 x 30 cm; 22 cm
de altura. China, séc. XVIII.

039 MECATTI, Dario (1909-1976)

Dançarinos. Óleo sobre tela, 70 x 50 cm. Assinado embaixo à direita: D. Mecatti.

040 Conjunto de objetos para a Folia do Divino, festa religiosa realizada no domingo
de Pentecostes, composto de: - Coroa de prata do Porto repuxada e cinzelada, decorada
com elementos florais e pombos à sua volta e sobre o globo; marca do contraste José de
Almeida Brandão Aguiar Penetra, usada entre 1861 e 1867; aro com 8,2 cm de diâmetro;
20,5 cm de altura. Portugal, séc. XIX; -

- bastão do imperador do Divino, de prata brasileira repuxada e cinzelada; 20 cm de
comprimento. Brasil, séc. XIX; - pequena esmoleira de prata brasileira repuxada e
cinzelada, decorada com cordão na aba da bandeja com 18,8 cm de diâmetro, decoração
que se repete na base com 10,5 cm de diâmetro; 11 cm de altura. Brasil, séc. XVIII.

041 MAIA, Antônio (1928)

Quatro ex-votos. Acrílico sobre tela, 46 x 61 cm. Assinado no reverso: Antônio Maia /
Rio de Janeiro / 1980.

042 Vaso de vidro doublé de Gallé acidado, decorado com cardos verde escuro sobre
fundo verde claro; assinado: Gallé; boca com 12 cm de lado; 27 cm de altura. França,
séc. XX.

043 Paliteiro de prata brasileira repuxada e cinzelada, representando abacaxi sobre
urna apoiada em base quadrada decorada com corbeilles e plumas; quatro pés sob forma
vegetal; marca de pseudo-contraste do Porto; base com 7,5 cm de lado e 22 cm de
altura. Brasil, séc. XIX.

044 NIVOULIÉS de Pierrefort, Marie (1879-1968)

Mulata. Óleo sobre cartão, 100 x 70 cm. Assinado embaixo à direita: Nivouliés de
Pierrefort.

Esta obra fez parte da exposição retrospectiva da artista no MASP e no MNBA-RJ em
1977. Está reproduzida na ilustração n.o 73 do livro Marie Nivouliés, de Sérgio Telles
de quem foi discípulo.

045 Par de tocheiros de viagem, de prata brasileira batida, lisa e torneada, cuja
parte superior se une à parte inferior por meio de rosca; base de 15,5 cm de diâmetro;
46 cm de altura total. Brasil, séc. XVII.

046 Sofá e duas poltronas Luís Filipe, de palhinha; sofá com assento medindo 171 x 58
cm e encosto de três medalhões, com 115 cm de altura. França, séc. XIX.

047 HAGEDORN, Friedrich (c.1814-1889)

Praia de Botafogo. Aquarela, 32 x 48,5 cm. Assinado embaixo à esquerda: Hagedorn.

048 Porta-jóias austríaco, de metal esmaltado a cores nas cinco faces; porta frontal
de duas folhas que esconde cinco gavetinhas; portinhola superior basculante;
encimando, nos quatro cantos, vasos em que se assentam pombos; estrutura e gavetinhas
internas de latão; sobre quatro pés; 11 x 9,5 x 9 cm de altura. Europa, séc. XIX.

Existem alguns restauros nos pombos.

049 Esmoleira de prata setecentista de Lisboa repuxada e cinzelada, decorada com
cordão na aba da bandeja com 30 cm de diâmetro, dotada de três pés, atarrachada em
fuste torneado decorado com conchas, sobre base de 12,5 cm de diâmetro; 15,5 cm de
altura; marca de contraste não identificado, usada entre 1720 e 1750. Portugal, séc.
XVIII.

050 Oratório rústico, internamente de sucupira; laterais e porta de duas folhas
almofadadas; dobradiças e fecho de ferro forjado; 68 x 38 x 118 cm de altura. Brasil,
séc. XVIII.

051 DIAS, Cícero (1908)

Composição abstrata. Óleo sobre tela, 46 x 55 cm. Assinado embaixo à direita: Cícero
Dias. Década de 40.

052 Naveta de prata brasileira repuxada e cinzelada, decorada com elementos florais,
sobre base com 9 cm de diâmetro; 18 cm de altura. Brasil, séc. XVII.

053 SANTIAGO, Manuel; de Assumpção(1897-1987)

Mulher de amarelo. Óleo sobre tela, 46 x 38 cm. Assinado embaixo à esquerda e no
reverso: Manuel Santiago.

Espólio do Dr. Vicente Sampaio Lara.

054 Par de pequenas caixas de faiança verde chinesa com alças laterais e duas
fechaduras; 14,3 x 10,2 x 11 cm de altura. China, Dinastia Ming, 1368/1644.

055 Cálice de prata brasileira fundida e cinzelada, vermeil interna e externamente;
fuste e base decorados com elementos vegetais estilizados; 15,5 cm de diâmetro da base
e 31 cm de altura. Brasil, séc. XIX.

056 CHIPARUS, Dimitri (1888-1950)

The Little Sad One. Escultura criselefantina sobre base de mármore preto rajado
facetado medindo 5 x 5 x 3 cm de altura; 17 cm de altura da escultura sem a base;
assinado no mármore: Chiparus.

Reproduzido no livro de Albert Shayo à pág. 76.

057 Altar barroco de madeira lavrada, com restos de cor azul, proveniente de igreja
demolida do Rio de Janeiro; 235 cm de largura e 410 cm de altura. Brasil, séc. XVIII.

Coleção Plácido Gutierrez, Rio de Janeiro.

058 Salva de prata do Porto burilada na base e perolada na borda da aba; marca de José
Coelho Sampaio, datável de 1784 a 1810, período do reinado de Da. Maria I; marca RC de
prateiro não identificado, ativo entre 1783 e 1836; sobre três pés; 28 cm de diâmetro.
Portugal, séc. XVIII.

059 Legumeira e seu présentoir de porcelana chinesa Cia.-das-Índias, padrão mandarim,
do serviço do Barão, Visconde e Conde de Ipanema (José Antônio Moreira, - 1797-1875,
pai do 2.o Barão de Ipanema, de mesmo nome); travessa de 28,5 x 22,5 cm e legumeira
medindo 23 x 20,5 cm. China, séc. XIX.

059A Seis pratos rasos de porcelana chinesa Cia.-das-Índias, padrão mandarim, do
serviço do Barão, Visconde e Conde de Ipanema (José Antônio Moreira - 1797-1875, pai
do 2.o Barão de Ipanema, de igual nome); 25 cm de diâmetro. China, séc. XIX.

059B Seis pratos fundos de porcelana chinesa Cia.-das-Índias, padrão Mandarim, do
serviço do Barão, Visconde e Conde de Ipanema (José Antônio Moreira - 1797-1875, pai
do 2.o Barão de Ipanema, de mesmo nome); 25,5 cm de diâmetro. China, séc. XIX.

059C Conjunto de dois pratos rasos e uma travessa oval do serviço do Barão, Visconde e
Conde de Ipanema (José Antônio Moreira - 1797-1875, pai do 2.o Barão de Ipanema, de
igual nome); pratos com 25 cm de diâmetro e travessa medindo 29 x 21,5 cm. China, séc.
XIX.

059D Duas travessas de igual tamanho de porcelana chinesa Cia.-das-Índias, padrão
mandarim, do serviço do Barão, Visconde e Conde de Ipanema (José Antônio Moreira -
1797-1875, pai do 2.o Barão de Ipanema, de igual nome); 33 x 26 cm. China, séc. XIX.

060 REIS, Carlos Antônio Rodrigues dos (1863-1940)

Aldeão. Óleo sobre tela, 146,5 x 98 cm. Assinado embaixo à esquerda: Carlos Reis.

Retornando a leilão devidamente liberado por despacho do Meritíssimo Juiz de Direito
da Segunda Vara de Família do Fórum de Pinheiros.

Carlos Reis é tido como dos principais artistas portugueses do séc. XIX, aluno de
Silva Porto e de Joseph Blanc e Bonnat em Paris. Diz dele Fernando de Pamplona:
Colorista de veia pujante, notabilizou-se na paisagem arejada e ampla (...) por vezes
com figuras expressivas e fortes (...).

061 Par de castiçais de banqueta de prata brasileira fundida e cinzelada decorada com
elementos florais e geométricos; base triangular com 13,5 cm de lado, sobre três pés;
43,5 cm de altura. Brasil, séc. XIX.

062 ZANINI, Mário (1907-1971)

Marinha. Óleo sobre tela, 44 x 60 cm. Assinado e datado embaixo à direita: Mário
Zanini / 1951.

063 Coleção de 20 castiçais de prata, a saber:

1 - 10 castiçais de prata fundida brasileira, de formatos semelhantes, porém com
desenhos burilados e guillochés diferenciados; fuste torneado com parte facetada,
sobre base quadrangular apoiada em quatro garras sobre esferas; 22,5 cm de altura.
Brasil, séc. XIX.. 2 - Castiçal de prata guilloché não identificada, repuxada, com
fuste canelado sobre base com 12,5 cm de diâmetro; marcas prejudicadas na leitura; 27
cm de altura. Séc. XIX. 3 - Castiçal de prata brasileira decorada com fios
concêntricos na bobèche, no fuste torneado e na borda da base que mede 9 cm de
diâmetro; 19,5 cm de altura. Brasil, séc. XIX. 4 - Castiçal de prata brasileira
decorada com fios concêntricos na bobèche, no fuste torneado, na base e junto à borda;
base com 10,5 cm de diâmetro; 21 cm de altura. Brasil, séc, XIX. 5 - Castiçal de prata
fundida brasileira, decorada com guillochis na bobèche e no fuste torneado; base
quadrada canelada com 8 cm de lado sobre quatro esferas; marca de pseudo-contraste de
Lisboa; 21 cm de altura. Brasil, séc. XIX. 6 - Castiçal de prata do Rio de Janeiro com
bobèche, fuste torneado e base decorados com guillochis; saias recortadas com as
marcas 10 dinheiros e de prateiro ilegível; 20,5 cm de altura. Brasil, séc. XIX. 7 -
Castiçal de prata brasileira decorada com guillochis na bobèche, no fuste torneado e
na base; saias recortadas; 19 cm de altura. Brasil, séc. XIX. 8 - Castiçal de prata
brasileira fundida e decorada com guillochis na bobèche, fuste torneado com parte
facetada; base com saias recortadas e buriladas com elementos vegetais; sobre quatro
garras apoiadas em esferas; 22,5 cm de altura. Brasil, séc. XIX. 9 - Castiçal de prata
fundida brasileira, decorada com guillochis na bobèche, no fuste torneado e na base
quadrada com saias recortadas, também burilada com elementos vegetais; sobre quatro
garras; 20,5 cm de altura. Brasil, séc. XIX. 10 - Castiçal de prata fundida
brasileira, decorada com guillochis na bobèche, no fuste torneado e na base quadrada
com saias recortadas, também burilada com elementos vegetais; sobre quatro garras; 22
cm de altura. Brasil, séc. XIX. 11 - Castiçal de prata fundida brasileira, com fuste
facetado decorado com flores cinzeladas e detalhes guillochés; base quadrada medindo 8
cm de lado, sobre quatro garras; 22,5 cm de altura. Brasil, séc. XIX.

064 Arcaz de jacarandá decorado com losangos, dobradiças e fechadura de ferro forjado;
dois tampos, superior e frontal; dois gavetões na parte inferior; pés de bolacha;
tampo superior medindo 175 x 72 cm; 97,5 cm de altura. Brasil, séc. XVIII.

065 Rara xícara e seu pires de porcelana Cia-das-Índias, do serviço da Independência
com a inscrição Viva a Independência do Brasil. China, séc. XIX.

065A Rara xícara e seu pires de porcelana Cia-das-Índias do Serviço da Independência
com a inscrição Viva a Independência do Brasil. China, séc. XIX.

066 Salva de prata do Porto decorada a buril na base com elementos florais e o
monograma FJR do Barão, Visconde e Conde de Itamarati, Francisco José da Rocha
(1806-1883); perolada na borda da aba, característica do reinado de Da. Maria I;
marcas do contraste José Coelho Sampaio, datável de 1784 a 1810 e do prateiro RC não
identificado, ativo entre 1783 e 1836; sobre três pés; 33 cm de diâmetro. Portugal,
séc. XVIII.

066A Pequena salva de prata do Porto decorada na base com burilado e perolado na borda
da aba, característico do período de Da. Maria I e no centro o monograma FJR do Barão,
Visconde e Conde de Itamarati, Francisco José da Rocha (1806-1883); marcas do
contraste José Coelho Sampaio, datável entre 1784 e 1810 e do prateiro RC não
identificado, ativo entre 1783 e 1836; sobre três pés; 17,5 cm de diâmetro. Portugal,
séc. XVIII.

067 Par de garrafas para licor de cristal facetado de Baccarat e prata rendada,
certamente da Europa Central; tampa também decorada com elementos de prata, encimada
por moinhos de vento; 32 cm de altura. Europa, séc. XIX.

068 Mobília art-déco para sala de jantar revestida de rádica clara, composta de
buffet, aparador, 2 poltronas estofadas, 6 cadeiras estofadas e mesa de 149 cm de
comprimento a que se somam mais duas tábuas de aumento de 44,5 cm cada uma,
totalizando o comprimento de 238 cm (118 cm de largura); 78 cm de altura; elementos de
ferro forjado, pernas tubulares de madeira preta e esferas também pretas, decoram
todas as peças da mobília e conferem ao conjunto um caráter invulgar. Brasil, anos 30
do séc. XX.

069 MABE, Manabu (1924-1997)

Abstrato informal. Óleo sobre tela, 100 x 70 cm. Assinado e datado embaixo à esquerda:
Mabe / 84.

070 CALIXTO de Jesus, Benedito (1853-1927)

Cascata na floresta. Óleo sobre tela, 63,5 x 45,5 cm. Assinado embaixo à direita: B.
Calixto.

071 SANTIAGO, Manuel de Assumpção(1897-1987)

Canterets. Óleo sobre tela, 53 x 64 cm. Assinado, intitulado e datado embaixo à
direita: Manuel Santiago / Canterets / 30.

Espólio do Dr. Vicente Sampaio Lara.

072 Armário rústico mineiro de vinhático, com porta de duas folhas almofadadas; três
prateleiras interna e gavetão de jacarandá na parte de baixo; espelhos de fechadura de
ferro recortado e vazado; chaves antigas; 152 x 57 x 235 cm de altura. Brasil, séc.
XVIII-XIX.

073 Faqueiro de prata 833 do Porto com decoração de elementos barrocos, composto de
154 peças para 12 pessoas, assim discriminadas: 12 garfos; 12 colheres para sopa; 12
facas; 12 garfos para peixe; 12 espátulas para peixe; 12 garfos para sobremesa; 12
colheres para sobremesa; 12 facas para sobremesa; 12 garfos para frutas; 12
colherinhas para chá; 12 colherinhas para café; 2 colheres vermeil para servir; colher
para azeitonas; 2 pazinhas para açúcar; 2 peças vermeil para salada; concha vermeil
para molho; concha para sopa; colher para arroz; 2 peças, garfo e faca, para trinchar;
pegador de gelo com conchas vermeil; espátula vermeil para bolo; quebra-nozes;
tridente vermeil; 2 espátulas vermeil; 2 garfos largos e 2 espátulas para servir.
Portugal, séc. XX.

074 SEGALL, Lasar (1891-1957)

Mulher no espelho. Guache, 56 x 39 cm. Assinado embaixo à esquerda: L. Segall. Década
de 40.

Segall, pintor natural de Vilna, no Brasil definitivamente a partir de 1923, deixou
obra das mais importantes, se não a mais importante no cenário artístico brasileiro,
quer pela qualidade, quer pela quantidade, quer pela coerência, quer pela diversidade.
O artista lituano trouxe para o Brasil o gosto pelo Expressionismo alemão que absorveu
na sua passagem necessária pela Alemanha. Se não foi o primeiro, formando na heróica
linha de frente do modernismo caboclo, a sofrer o massacre de uma crítica azeda e
entranhada de conceitos superados, o exato caso de Anita Malfatti, também trilhando os
mesmos caminhos do Expressionismo alemão, se não foi o pioneiro, foi, sem dúvida quem
amalgamou entre nós o novo e o velho, consolidou o conceito de moderno e mostrou de
corpo inteiro a expressão que ainda não ganhara o lugar que lhe cabia e seguia
engatinhando titubeante e insegura.

075 Par de vasos de vidro opalino branco, fosco externamente, formado por gomos
decorados com figurações douradas e flores e pontos coloridos; boca recortada como a
campânula de uma flor, com fio dourado em toda a borda; 28 cm de altura. Europa, séc.
XIX.

076 AUTOR desconhecido (Séc. XX)

Minerva. Escultura de prata repuxada e cinzelada e marfim, sobre base circular preta
medindo 11 cm de diâmetro; 38 cm de altura total. Europa, séc. XX.

Minerva ou Atena, segura a lança e o escudo com a cabeça incrustada da Górgone que
também aparece na armadura, sob o manto.

077 WEINGARTNER, Pedro (1853-1929)

Terraço romano. Óleo sobre tela, 31 x 47 cm. Assinado, situado e datado embaixo à
direita: P. Weingartner/ Roma/ 1912.

Weingartner é o grande personagem da pintura gaúcha, nascido e falecido em Porto
Alegre. Começou sua vida artística trabalhando em oficina litográfica. Seguiu para a
Alemanha após 1877 e França para estudar e se dedicar à pintura, tomando aulas em
Paris com Bouguereau. De volta ao Brasil, lecionou na Escola Nacional de Belas Artes.
Retornou à Europa por mais de uma vez, pintando, tanto lá como aqui, uma obra de
grande apuro, realista ao extremo, zeloso nos mínimos detalhes, ao ponto de se
comentar que na observação de foto de um quadro seu não se sabia se era realmente foto
da pintura ou da cena real pintada pelo artista.

078 Cômoda 3/4 de jacarandá D. José I, com frente curva e saia frontal lavrada
espelhos nas fechaduras e puxadores de prata, tampo recortado medindo 116 x 51,5 cm;
altura 102 cm. Brasil, séc. XIX.

079 Salva de prata brasileira burilada com aba repuxada e cinzelada, decorada com
elementos florais; sobre três pés; 22,5 cm de diâmetro; 4,5 cm de altura. Brasil, séc.
XIX.

080 TELLES, Sérgio (1936)

Rua da Assembléia vista do Viaduto Dona Paulina.

Óleo sobre tela, 65 x 81 cm. Assinado e datado embaixo na metade direita e no reverso:
Sérgio Telles / ST 1988.

Reproduzido no catálogo de exposição relizada em maio de 1988 no Escritório de Arte
Renato Magalhães Gouvêa, prancha número 5.

081 Cinco copos para água, de meio-cristal, de serviço do Barão de Itapicuru de Cima,
gravados com o monograma BIC coroado, medindo 7,2 cm de diâmetro de boca e 14,5 cm de
altura. Europa, séc. XIX.

O Barão de Itapicuru de Cima foi Luís Manuel de Oliveira Mendes, com título obtido em
1825, mesmo ano em que nasceu o futuro Imperador D. Pedro II. Seu filho, Manuel de
Oliveira Mendes, falecido em 1867, ganhou por decreto de 1858 o título de Visconde de
Itapicuru de Cima.

082 OSWALD, Carlos (1882-1971)

Mesa posta com abajures e floreira. Óleo sobre tela, 51 x 66 cm. Assinado embaixo à
direita: C. Oswald.

083 Tapeçaria francesa representando cena bíblica, com personagens frente a um pórtico
de sinagoga com a inscrição Moyses prophete; à volta, verdure entre molduras marrom e
bege; na base texto em francês arcaico; medindo 218 x 176 cm. França, séc. XVII-XVIII.

084 Pequeno vaso de vidro doublé de Gallé acidado, decorado com vegetação lilás sobre
fundo rosado; assinado: Gallé; 4 cm de boca; altura de 9,5 cm. França, séc. XX.

085 PARREIRAS, Antônio Diogo (1860-1937)

Paisagem com personagens. Óleo sobre tela, 28 x 52,5 cm. Assinado, situado e datado
embaixo à direita:

A. Parreiras / Veneza / 87.

086 Coco para água de prata brasileira repuxada e cinzelada, decorada com elementos
vegetais; cabo também repuxada e cinzelado terminado com argola; 42 cm de comprimento.
Brasil, séc. XVIII.

087 DI CAVALCANTI, Emiliano (1897-1976)

Figura amarrada. Desenho a nanquim, 32 x 23 cm.

Autenticado por Noêmia Mourão embaixo à esquerda: Desenho de Di Cavalcanti / Década de
30 - Paris / Noêmia.

088 Queijeira de cristal opaciado com o monograma MV do Marquês de Valença, composto
de prato e cúpula; prato medindo 23 cm de diâmetro e altura total de 15 cm. França,
séc. XIX.

Estêvão Ribeiro de Resende (1777-1856), Marquês de Valença, casou-se com Ilídia
Mafalda de Sousa Queiroz, filha do Brigadeiro Luís Antônio de Sousa, então detentor da
maior fortuna do país, patriarca da destacada família paulista Sousa Queiroz. O
Marquês de Valença nascido no histórico Arraial dos Prados, em Minas Gerais, formou-se
em Direito em Coimbra. Foi das mais notáveis figuras do Império brasileiro.

089 Vaso de vidro torcido moldado de Daum, tricolor degradê, passando do vermelho na
base para o amarelo e o verde na parte superior e na boca octogonal por fora e
circular por dentro, medindo 12,5 cm de diâmetro; na base a marca em relevo: Daum /
Nancy / France; 31,5 cm de altura. França, séc. XX.

090 J.U. CAMPOS (1903- ?)

Aspargos. Óleo sobre tela, 70 x 100 cm. Assinado e datado embaixo à esquerda J.U.
Campos / 1949.

091 Par de castiçais de prata brasileira; fuste torneado com detalhes guillochés;
sobre base quadrangular com 7,5 cm de lado; saias recortadas; 19,5 cm de altura.
Brasil, séc. XIX.

092 ZANINI, Mário (1907-1971)

Lavadeiras. Óleo sobre tela, 65 x 50 cm. Assinado embaixo à direita: Mário Zanini.

Acompanha autenticação firmada por Walter Zanini, respeitado teórico, crítico e
historiador de arte, a par de sobrinho do artista.

093 Pequeno vaso solitário de vidro triplé acidado de Gallé, decorado com paisagem;
pescoço fino e longo; seção ovalada; assinado no bojo: Gallé; l6,5 cm de altura.
França, séc. XX.

094 Par de perfumeiros de cristal canelado oblíquo de Baccarat; gargalo e tampa de
metal prateado decorado com coroa; frascos de seção quadrada com 8,5 cm de lado; no
fundo a estrela característica de Baccarat; 17,5 cm de altura. França, séc. XX.

095 Pequeno vaso de Gallé doublé, decorado com vegetação bege acidada; duas alças
junto ao gargalo com 4 cm de diâmetro de boca; paredes paralelas com 12 cm de lado;
assinatura Gallé acompanhada da estrela indicativa de sua morte em 1904; 13 cm de
altura. França, séc. XX.

095A Copo para vinho do Porto e cálice para licor, de cristal certamente de Baccarat,
lapidado com bico-de-jaca e gravado o monograma CP, do Conde de Parnaíba; fuste
facetado sobre base circular; 10,5 cm de altura do copo maior. França, séc. XIX.

O Barão, Visconde e Conde de Parnaíba, Antônio de Queiroz Teles (1831-1888), de
tradicional família de Jundiaí, foi advogado no foro de Itu onde se elegeu vereador e
presidiu a Câmara Municipal. Deputado provincial e presidente da Estrada de Ferro
Mogiana, teve o privilégio e a honra de hospedar em sua residência Suas Majestades
Imperiais.

096 Tapete Kirmam persa medindo 500 x 395 cm ou 19,75 m2. Irã, início do séc. XX.

097 TRIBOLET, Henrique (1860-)

Dois Irmãos e Pedra da Gávea. Óleo sobre madeira, 18,3 x 32,3 cm. Assinado embaixo à
esquerda: H. Tribolet.

Tribolet nasceu no Rio de Janeiro onde foi aluno de Facchinetti.

098 Pequeno vaso de vidro doublé de Gallé acidado, decorado com vegetação sépia sobre
fundo branco; assinado: Gallé; boca ondeada 10 cm de altura. França, séc. XX.

099 Pequena salva de prata brasileira decorada com figurações vegetais buriladas; aba
repuxada e cinzelada; três pés altos encurvados; 16,8 cm de diâmetro e 5,5 cm de
altura. Brasil, séc. XVIII.

100 Cálice para licor, de cristal com o emblema e a inicial P do Barão do Penedo; 9 cm
de altura. França, séc. XIX.

O Barão do Penedo, Francisco Inácio Carvalho Moreira (1815-1906), formou-se em Direito
em São Paulo e doutorou-se pela Universidade de Oxford, na Inglaterra. Advogou no Rio
de Janeiro e seguiu a carreira diplomática, representando Brasil em diversos países
até 1889, quando foi proclamada a República.

101 OEHLMEYER, Edgard (1909-1967)

Cabo Frio. Óleo sobre cartão, 19,5 x 27,5 cm. Assinado e datado embaixo à esquerda: E.
Oehlmeyer / 964.

102 Tapete Kashgai tribal, raro na sua cor, 380 x 210 cm ou 7,98 m2. Séc. XIX.

103 Par de abajures para duas lâmpadas, de mármore preto e bronze dourado de
excepcional fundição, imitando lâmpada de cinco bicos a óleo, estilo Restauração(Luís
XVIII), sobre base quadrada apoiada em quatro pés sob forma de acanto com 15,5 cm de
lado; 65 cm de altura, sem o varal de sustentação da cúpula. França, séc. XIX.

104 AYRES, Lula Cardoso (1910-1987)

Festa de Reis. Óleo sobre tela, 60 x 81 cm. Assinado embaixo à esquerda: Lula Cardoso
Ayres.

105 Copo para vinho do Porto de cristal rubi, certamente francês, com fuste e base
incolores e o monograma coroado CP, do Conde do Pinhal; 5,7 cm de diâmetro da boca e
12 cm de altura. França, séc. XIX.

O Barão, Visconde e Conde do Pinhal, Antônio Carlos de Arruda Botelho, natural de
Piracicaba (1827-1901), foi figura de grande proeminência em seu tempo. Agricultor,
banqueiro, fundador de Estrada de Ferro e deputado provincial e geral por São Paulo
(1889), retirou- se da política, com a República, isolando-se em sua Fazenda do Pinhal
onde faleceu. O copo ora posto em leilão teve seu fuste partido e substituído por
outro de prata.

106 BRACHER, Carlos (1940)

Igrejas do Carmo e de S. Fco. de Assis. Óleo sobre tela, 60 x 81 cm. Assinado embaixo
à direita: Bracher. No reverso: Carlos Bracher / Mariana MG, nov. 83.

107 MARIOTON, Eugène (1854-1933)

Davi. Escultura de bronze patinado representando Davi segurando a funda com que matou
Golias cuja cabeça está a seus pés; base circular de mármore vermelho com 23 cm de
diâmetro; 67 cm de altura do bronze. Assinado em baixo no lado direito: Eug. Marioton.

108 Rara sela para cavalo, usada nas cerimonias de casamento turcomanas. Séc. XIX.

109 CESCHIATTI, Alfredo (1918-1989)

Pombos. Par de esculturas de bronze patinado, sobre base de mármore preto medindo 20 x
20 x 8 cm; 37,5 cm de altura do bronze; assinado atrás na cauda: Ceschiatti.

110 SEGALL, Lasar (1891-1957)

Duas cabeças. Lito, 31 x 27 cm. Assinado e datado na matriz embaixo à direita: Lasar
Segall / 1917.

Reproduzido no livro A Gravura de Lasar Segall, à pág. 153, prancha 207.

111 Tapete Tekke turcomano tribal, medindo 269 x 180 cm ou 4,84 m2. Turcomenia, séc.
XIX.

112 TELLES, Sérgio (1936)

Paris - Notre Dame. Óleo sobre tela, 40 x 55,5 cm. Assinado embaixo à direita: Sérgio
Telles.

113 Tapete caucasiano Kuba medindo 206 x 146 cm ou 2,95 m2. CEI, séc. XIX.

114 Par de cadeiras de carvalho, possivelmente da Europa Central, de palhinha no
assento e no encosto lavrado, decorado com elementos florais e no alto dois leões na
posição dita rampante-contra; quatro pernas e amarrações torneadas. Europa, séc. XIX.

115 Tapete Kashgai tribal medindo 330 x 238 cm ou 7,85 m2. Séc. XIX.

116 SILVA, José Antônio da (1909-1996)

Gado. Óleo sobre tela, 30 x 40 cm. Assinado e datado embaixo à esquerda: J.A. Silva /
82 e no reverso: José Antônio da Silva / 82.

117 Turíbulo D. José I, de prata brasileira repuxada, recortada e vazada, cujo
opérculo controlado por uma corrente se une ao incensório por meio de outras três
correntes. Brasil, séc. XVII.

118 TIANI, Eric (Séc. XX)

A prostituta da Babilônia. Nanquim, 26,5 x 31,5 cm. Assinado e intitulado embaixo no
rodapé: Eric Tiani / A prostituta da Babilônia.

119 Tapete persa tribal medindo 180 x 135 cm ou 2,43 m2. Irã, séc. XIX.

120 GALVEZ, Rafael (1907-1998)

Cavalo. Desenho a nanquim, 36,5 x 45 cm. Assinado, numerado e datado embaixo à
direita: R. Galvez / n.o 6 / 1985.

121 Copo de prata lisa do Porto; marcas do contraste Luís Antônio Rodrigues de Araújo,
ativo entre 1843-1853 e do prateiro APC não identificado; 10 cm de altura. Portugal,
séc. XIX.

122 CELLINI, Benvenuto (1500-1571)

Perseu com a cabeça da Medusa. Escultura de bronze miniaturizada de famosa criação do
artista italiano florentino, exposta na Loggia de Lanzi, em Florença, 78 cm de altura.
Europa, séc. XIX.

123 Par de maçanetas de cristal milefiori com bases de bronze; 5 cm de diâmetro.
França, séc. XIX.

124 SANTIAGO, Manuel de Assumpção(1897-1987)

Moça com flores vermelhas nos cabelos. Óleo sobre placa, 41 x 33 cm; assinado embaixo
à direita: Manuel Santiago.

Espólio do Dr. Vicente Sampaio Lara.

125 Jarra de cristal de Baccarat com bocal, alça e tampa de metal prateado inglês; na
base a estrela característica de Baccarat; 29 cm de altura. Europa, séc. XIX-XX.

126 ANDRADE, Benedito José de (Séc. XX)

Cebolas no prato e panela. Óleo sobre tela, 22 x 27 cm. Assinado embaixo à direita:
Benedito J. Andrade e no reverso: Benedito J. Andrade / 76.

126A ANDRADE, Benedito José de (Séc. XX)

Cebolas e chaleira. Óleo sobre tela, 22 x 27 cm. Assinado embaixo à esquerda: Benedito
J. Andrade e no reverso: Benedito / 78.

127 GIORGI, Bruno (1905-1993)

Torso de mulher. Escultura de bronze polido sobre base também de bronze polido,
apoiado em bloco de mármore preto medindo 12 x 15 x 7,5 cm de altura; 34 cm de altura
do bronze. Siglado na perna à esquerda: BG.

128 Fruteira sobre três pés, de prata brasileira repuxada e cinzelada, decorada com
elementos vegetais, aba recortada; 29,5 cm de diâmetro; 5,5 cm de altura. Brasil, séc.
XX.

129 CAMPÃO, José Marques (1891-1949)

Choupana na paisagem com aves brancas. Óleo sobre tela, 53,5 x 73 cm. Assinado e
datado embaixo à esquerda: Campão / 1938.

130 Par de candelabros para quatro velas, adaptados para luz elétrica, de mármore rosa
rajado e bronze dourado; três braços à semelhança de ramos de rosas, a partir de
ânfora decorada com guirlandas; sobre base quadrada medindo 10,5 cm de lado; 40,5 cm
de altura sem o varal de sustentação da cúpula. França, séc. XIX.

131 Mesa rústica com pernas de lira; dotada de duas gavetas; 157,5 x 70 cm; 80 cm de
altura. Brasil, séc. XX.

132 Xale cashmir medindo 150 x 307 cm. Séc. XIX.

133 Poltrona inglesa com espaldar recortado, com desenhos curvilínios vazados; assento
estofado medindo 51 x 48 cm; braços, saia frontal e pernas curvas; 105 cm de altura do
espaldar. Inglaterra, séc. XIX-XX.

134 Porta-ovos quentes, de metal prateado, formado por porta-colherinhas com quatro
colherinhas, sobre fuste torneado, mesa recortada com saia cinzelada e dois apoios
cada um para quatro ovos inteiros e seis recipientes para os ovos abertos. Europa,
séc. XX.

135 Tapete persa Hamadan medindo 174 x 94 cm ou 1,64 m2. Irã, séc. XIX.

136 Fruteira sobre base circular, de prata brasileira repuxada e cinzelada, decorada
com elementos barrocos; aba recortada; 29 cm de diâmetro; 7,5 cm de altura. Brasil,
séc. XX.

137 Passadeira Mir Saraband medindo 362 x 88 cm ou 3,19 m2. Séc. XIX.

138 CONSTATINO Gomes Ribeiro, Manuel (1899-)

Cabeça de menino. Óleo sobre madeira, 20 x 14,5 cm. Assinado, situado e datado em cima
à esquerda: M. Constantino / Rio / 952(?).

Espólio do Dr. Vicente Sampaio Lara.

138A MARQUES JR., Augusto José (1887-1960)

Nu com sapatos vermelhos. Pastel e lápis preto, 22 x 16 cm. Assinado embaixo à
esquerda: Marques Júnior

Espólio do Dr. Vicente Sampaio Lara.

139 Porta-cartões de prata francesa decorada com elementos florais na aba recortada e
o monograma PSQ, de Paulina de Sousa Queiroz; 30 x 18 cm; marca de exportação com a
cabeça de Mercúrio, posta em uso em 1840. França, séc. XIX.

140 MAGALHÃES, Emídio (1905-)

Paisagem beira-mar com coqueiros. Óleo sobre madeira, 18 x 32 cm. Assinado embaixo à
esquerda: E. Magalhães.

Emídio Magalhães, baiano de nascimento, discípulo de Presciliano Silva, foi ativo no
Rio de Janeiro e mais tarde em Minas Gerais. Participou do Salão Nacional de Belas
Artes, ganhando aqui medalha de prata (1949). Foi também premiado com igual medalha,
na mesma data, no Salão Paulista de Belas Artes.

Espólio do Dr. Vicente Sampaio Lara.


Dia 26 outubro de 1999
Lotes 141 a 280

141 ESTEVÃO Roberto da Silva (1845-1891)

Mangas. Óleo sobre tela, 22 x 32 cm. Assinado embaixo à esquerda: Estevão Silva

Espólio do Dr. Vicente Sampaio Lara.

142 Bule globular para chá, de porcelana chinesa Cia.-das-Índias, família rosa,
decorado com cenas do julgamento de Paris; 14,5 cm de altura. China, séc. XVIII.

143 PINTO da Silva, Sílvio (1918-1997)

Marinha com barcos. Óleo sobre tela, 22 x 27 cm. Assinado embaixo à esquerda:

S. Pinto.

Espólio do Dr. Vicente Sampaio Lara.

144 Cesto para pão, de prata de Chester; aba avarandada e ondeada decorada com cordão,
medindo 21,7 cm no seu maior diâmetro; base circular com 10 cm de diâmetro; 7,5 cm de
altura. Inglaterra, letra-data para 1912.

145 Passadeira persa Malayer medindo 402 x 108 cm ou 4,34 m2. Irã, séc. XIX.

146 AUTOR desconhecido (Séc. XIX)

Faustissime nozze di Napoleone il Massimo con Maria Luisa d'Austria in Parigi il di
primo Aprile 1810. Água-forte 35 x 25 cm. Publicado em Florença.

147 Caixa retangular com cantos chanfrados, de cristal e estrutura de latão dourado;
perolado em toda a volta junto à base; decoração com sabor Império. 18 x 11,5 x 10 cm
de altura. França, séc. XX.

148 Tapete persa Feraghan medindo 202 x 121 cm ou 2,44 m2. Irã, séc. XIX.

149 Cuspideira de porcelana chinesa Cia.-das-Índias, família rosa, decorada com buques
de flores; filete dourado na borda da aba da boca, medindo 11,2 cm de diâmetro; 7,5 cm
de altura. China, séc. XVIII/XIX.

150 CASTAGNETO, Giovanni Battista (1851-1900)

Paisagem marinha. Desenho a nanquim, 25,5 x 8 cm. Assinado e datado embaixo à direita:
Castagneto / 98(?).

Espólio do Dr. Vicente Sampaio Lara.

151 Cadeira para o trabalho da mulher, categoria dita ratona, com assento de palhinha,
encosto com duas travessa horizontais arqueadas, saia frontal recortada e pernas
dianteiras torneadas; assento medindo 39 x 46,5 cm; 72 cm de altura do espaldar.
Brasil, séc. XIX.

152 BIANCO, Enrico (1918)

Colheita de laranjas. Óleo sobre placa, 35 x 40 cm. Assinado e datado embaixo à
esquerda: Bianco / 1997 e no reverso: Bianco 1997.

153 Raro saleiro de porcelana chinesa Cia.-das-Índias azul e branco, de seção oval,
decorado com figurações vegetais; 8,7 x 7,2 cm na face superior; 5 cm de altura.
China, princípios do séc. XVIII.

154 SANTIAGO, Manuel de Assumpção(1897-1987)

Retrato de mulher. Óleo sobre placa, 41 x 33,5 cm. Assinado embaixo à direita: Manuel
Santiago.

Espólio do Dr. Vicente Sampaio Lara.

155 Prato fundo de porcelana chinesa Cia.-das-Índias decorado com paisagem sob
sensível influência européia; aba com barrado ferrugem e dourado e buquês de flores
douradas; 22,5 cm de diâmetro. China, séc. XVIII.

156 CARUSO, Salvador (1906-1951)

Trecho do Piabanha - Itaipava. Óleo sobre tela, 54 x 65 cm. Assinado embaixo à
direita: S. Caruso. Intitulado e datado no reverso: 12/946.

157 Pequena canastra revestida de couro cru taxeado, com as iniciais GT; fechadura e
alças laterais de ferro; sobre quatro bolachas; 57 x 28,5 cm; 35 cm de altura. Brasil,
séc. XIX.

158 RANZINI, Felisberto (1881-1976)

Pescadores. Aquarela, 28 x 44 cm. Assinado e datado embaixo à direita:

F. Ranzini / 1951.

159 Tapete persa Veramin medindo 200 x 124 cm ou 2,48 m2. Irã.

160 PORTINARI, Cândido (1903-1962)

Figuras. Monotipia a cores, 35 x 24 cm. Assinado e datado embaixo à direita: Portinari
/ 948.

161 Par de garrafas de cristal de Baccarat lapidado com tampa e gargalo de prata lisa
de Londres; marca Mappin & Webb; 27 cm de altura com a tampa. Europa, letra-data para
1936.

162 BANDEIRA, Antônio (1922-1967)

Abstrato. Tinta de impressão com intervenções de aquarela e guache, 25 x 32,5 cm. Sem
assinatura. No reverso, carimbo de autenticação do MAM-Museu de Arte Moderna.

 

163 Meia cômoda de carvalho D. João V, com três gavetas; saias e pernas lavradas
terminadas em garras sobre esferas; frente curva com puxadores e espelho de prata.
Brasil, séc. XIX.

164 CHAMBELLAND, Rodolfo (1879-1967)

Mulher no espelho. Óleo sobre tela, 57 x 47 cm. Assinado embaixo à esquerda:

R. Chambelland.

165 Cálice de prata cinzelada decorada com elementos florais e geométricos;
internamente vermeil; boca com 8 cm de diâmetro e base com 13 cm de diâmetro; 22 cm de
altura. Brasil, séc. XVIII.

166 DI CAVALCANTI, Emiliano (1897-1974)

Nu na poltrona. Desenho a lápis sépia, 37,5 x 28 cm. Assinado, situado e datado
embaixo à direita: E. Di Cavalcanti / Paris / 1964.

167 Pequena salva de prata do Porto cinzelada na base e perolada na borda da aba,
característica do período da Rainha Da. Maria I; marcas do contraste José Coelho
Sampaio, datável entre 1784 e 1810 e do prateiro FG não identificado, ativo entre 1783
e 1836; sobre três pés; 17,5 cm de diâmetro. Portugal, séc. XVIII.

168 Jarra de cristal de Baccarat e prata 800 alemã, repuxada e cinzelada, decorada com
elementos barrocos; na base a estrela característica de Baccarat; 29 cm de altura.
Europa, séc. XIX-XX.

169 CALGAN, Henrique (Séc. XIX-XX)

Festa de São Benedito. Óleo sobre tela, 59,5 x 74 cm. Assinado, intitulado, situado e
datado embaixo à direita: H. Calgan / Festa de S. Benedito / São Paulo / 1879.

Sabe-se pouco de Calgan. Esteve no final do século XIX, de 1886 a 1896, no Rio Grande
do Sul, pintando paisagens e cenas populares e em São Paulo, onde registrou festa
noturna, ao que parece, no atual Largo de São Francisco (considerando as datas, Calgan
passou antes por São Paulo e só depois morou em Porto Alegre). Este quadro está citado
no Dicionário Brasileiro de Artistas Plásticos, editado pelo MEC: "Esteve também em
São Paulo, onde se conhece uma de suas obras, Festa de S. Benedito, datada de 1810,
que fixa uma festa paulista à noite e pertence à coleção da família Monteiro de Barros
Brotero." Equivocou-se o Dicionário quanto à data, talvez erro de revisão, mesmo
porque a passagem do artista por São Paulo e Porto Alegre foi no final do século XIX,
como o próprio Dicionário anota.

170 Possível imagem de São Jerônimo Emiliano de madeira policromada, decorada com
esgrafito e dourados; padroeiro de Veneza; provavelmente falta seu atributo, a cadeia
que traz segura nas mãos, simbolizando sua prisão, quando se converteu; sobre peanha
verde faiscada; resplendor de metal dourado; 27,5 cm de altura. Brasil, séc. XIX.

171 Par de pequenos castiçais de prata do Porto decorada com canelado no fuste
imitando vaso e na base quadra com 7,5 cm de lado; marca do contraste Alexandre Pinto
da Cruz, usada de 1810 a 1818; 10,5 cm de altura. Portugal, séc. XIX.

172 BIANCO, Enrico (1918)

Nu verde. Acrílico sobre placa, 60 x 45 cm, Assinado e datado embaixo à esquerda:
Bianco / 1972.

173 Par de compoteiras de cristal de Baccarat decoradas com colméias e facetados junto
às bordas do corpo e da tampa; estrela característica de Baccarat na base; 16 cm de
diâmetro de boca e 22 cm de altura. França, séc. XIX.

174 Tapete caucasiano Shirvan medindo 142 x 108 cm ou 1,53 m2. CEI, séc. XIX.

175 Martins, Aldemir (1922)

Cangaceiro. Acrílico sobre tela fixada em cartão, 40,6 x 30,5 cm. Assinado e datado
embaixo à direita: Aldemir Martins/ 99 e no reverso: Aldemir Martins/ São Paulo/ 23
maio 99.

 

176 Possível imagem de São Jerônimo Emiliano, de madeira policromada decorada com
bonito esgrafito e dourados; padroeiro de Veneza; provavelmente falta seu atributo, a
cadeia que segura nas mãos, simbolizando a sua prisão, quando se converteu; 32 cm de
altura; traz nas costas a cruz grega (de Genebra). Brasil, séc. XIX.

177 Pequeno gomil e bacia de prata com cabo de madeira, decorada com fios concêntricos
na cintura e na base oval de 10 x 9 cm; 24 cm de altura e travessa funda oval com
gomos e fios concêntricos na aba recortada, de 31,5 x 21 cm; 4,5 cm de altura. Brasil,
séc. XX.

178 DJANIRA da Mota e Silva (1914-1979)

Parati. Óleo sobre placa, 20 x 21 cm. Assinado e situado embaixo à esquerda: Djanira /
Paraty e no reverso: Estudo de Paraty / 1976/ Djanira.

179 Turíbulo de prata não identificada repuxada, cinzelada e vazada, com marcas
prejudicadas na leitura; opérculo controlado por uma corrente se une ao incensório por
meio de outras três correntes. Brasil, séc. XIX.

180 CAVALLEIRO, Henrique (1892-1975)

Menina de tranças. Óleo sobre madeira, 55 x 46 cm. Assinado embaixo à direita: H.
Cavalleiro.

Espólio do Dr. Vicente Sampaio Lara.

181 Par de urnas de porcelana policromada de "Sèvres", seção oval, decorada com
reservas floridas e figurações douradas sobre fundo azul real; figuras de mulheres
aladas à guisa de alças; base de bronze medindo 16,5 x 2,5 cm; no fundo, pseudo-marca
de Sèvres sobre o verniz; 42 cm de altura. Europa, séc. XIX.

182 Imagem de Santo Antônio segurando o Menino, de madeira policromada, proveniente de
Divinolândia SP; resplendor de prata; sobre base chanfrada faiscada; 18 cm de altura
sem o resplendor. Brasil, séc. XIX.

183 Caixa de prata de Birmingham para cigarros, decorada na tampa com guillochis;
internamente revestida de madeira. Inglaterra, letra-data para l968.

183A 12 colheres para sobremesa e colher para servir, de prata alemã 800; cabos
decorados com plumas; 22 cm de comprimento da colher para servir. Alemanha, séc.
XIX-XX.

183B Colher e garfo para servir de prata fundida holandesa 833, decorada no cabo com
personagens de capa e espada; colher com 30 cm e garfo com 32 cm. Holanda, séc. XIX.

183C 2 peças para salada de prata de Birmingham e cabo de cristal lapidado de
Baccarat; 29,5 cm de comprimento. Inglaterra, letra-data para 1903.

184 Par de pinhas de faiança vidrada portuguesa policromada; marca da fábrica de Sto.
Antônio do Porto sobre base quadrada medindo 18 cm de lado e 47 cm de altura.
Portugal, séc. XIX. A marca está aposta em apenas uma das pinhas.

185 Naveta de prata brasileira batida, repuxada e cinzelada, sobre base circular de 8
cm de diâmetro; 11,5 cm de altura. Brasil, séc. XVII.

186 Armário de canto decapê com verga curva, dotado na parte alta de duas prateleiras
expostas e na parte baixa de porta com duas folhas almofadadas; trinco de ferro
forjado; sobre bolachas; 130 cm de frente 60 cm de profundidade e 210 cm de altura.
Brasil, séc. XVIII.

187 Galheteiro de prata brasileira canelada, composto de bandeja oblonga medindo 24,5
x 9 cm e duas galhetas miniaturas de jarra, para azeite e para vinagre, identificadas
respectivamente pelas letras A e V gravadas nas tampas; pseudo-marca de prata do Porto
e do prateiro ilegível, sugerindo TG, não identificado; 14 cm de altura. Brasil, séc.
XIX-XX.

188 Brincos, anel e broche de ouro de 18 ct, cabochão de lápis-lazúli e 1,75 ct de
brilhantes.

189 Anel de ouro branco de 18 ct e 2,50 ct de brilhantes.

190 LENOIR, C.-A. (1860-)

Mulher. Óleo sobre tela, 80 x 53,5 cm. Assinado embaixo à direita: C.A. Lenoir.

Charles-Amable Lenoir, artista francês da transição do século XIX para o XX,
destacou-se como retratista e pintor de gênero. Aluno da Escola de Belas Artes de
Paris, ganhou o Grande Prêmio de Roma em 1888.

190A ALDEMIR Martins (1922)

Coruja. Acrílico sobre tela, 55 x 46 cm. Assinado e datado embaixo à direita: Aldemir
Martins / 86 e no reverso: Junho 1986 / Aldemir Martins 86 / S.Paulo S.P. / Brasil.

191 Caixa de prata de Birmingham para cigarros, decorada na tampa facetada com
guillochis; internamente revestida de de madeira; sobre quatro pés; 16,5 x 11,5 x 4,5
cm de altura. Inglaterra, letra-data para 1966.

192 ZORLINI, Ottone (1891-1967)

Índio com arco e flecha. Escultura de bronze patinado, 132 cm de altura, sobre base
circular. Assinado na base: O. Zorlini.

193 SANTIAGO, Manuel de Assumpção(1897-1987)

Mulher de cabelos amarelos. Óleo sobre tela, 35,5 x 24,5 cm, Assinado embaixo à
esquerda: Manuel Santiago.

Espólio do Dr. Vicente Sampaio Lara.

194 Tapete caucasiano Shirvan medindo 139 x 93 cm ou 1,29 m2. CEI, séc. XIX.

195 Cômoda-secretária de jacarandá com quatro níveis de gavetas dotadas de puxadores
de bronze; frente curva entre montantes lavrados; tampo basculante que esconde
escaninhos e gavetinhas; 65 x 123 cm; 108 cm de altura. Brasil, séc. XIX.

196 Caixa de prata de Londres para cigarros, tampa decorada com guillochis, vermeil
por dentro; internamente revestida de madeira; 24 x 14 x 8 cm de altura. Inglaterra,
letra-data para 1926.

197 Garniture: relógio e dois candelabros.

198 Par de pequenos tapetes Soumak caucasianos. CEI, séc. XIX.

199 Par de castiçais de prata brasileira fundida e burilada, com fuste torneado
apoiado em base quadrangular de 6,5 cm de lado; 13 cm de altura. Brasil, séc. XIX

200 Oratório de jacarandá, transição de D. José I para D. Maria; frontão com elementos
barrocos e ramos florais coroam a verga curva e porta de duas folhas decoradas com
fitas encrustadas de madeira clara; internamente abertura com moldura lavrada, vazada
e dourada; nas paredes pintura de ramos de flores policromadas sobre fundo azul; 28 x
78,5 cm; 146 cm de altura. Brasil, séc. XVIII-XIX.

201 Imagem de São José de Botas, de madeira policromada e dourados; 54 cm de altura.
Brasil, séc. XVIII.

202 Pequeno vaso de vidro triplé acidado, decorado com paisagem em tons sépia e
grisaille; assinado: A. Delatte / Nancy; 4 cm de boca e 17 cm de altura. França, séc.
XX.

André Dellatte (1887-1953) manteve seu próprio ateliê em Nancy para decoração de
vidros, sobre formas por ele próprio desenhadas e produzidas pelos irmãos Muller.

203 Armário mineiro decapê dotado de quatro portas, duas em cima e duas embaixo;
internamente suportes para prateleiras; 144 x 46,5 x 210 cm de altura. Brasil, séc.
XVIII.

204 Par de castiçais de prata brasileira batida, decorada com caneluras na base em
forma de saia, com 10,5 cm de diâmetro; fuste e bobèches também canelados; 16 cm de
altura. Brasil, séc. XIX.

205 PORTINARI, Cândido (1903-1962)

O Profeta. Óleo sobre tela, 75,5 x 60,5 cm. Sem assinatura.

O quadro ora posto em pregão é proveniente do espólio do senador João de Medeiros
Calmon, que o recebeu de presente do também senador e jornalista Assis Chateaubriand,
que havia encomendado ao artista em 1942 a Série Bíblica, para os Diários Associados.
A presente tela é outra versão ou um estudo para a grande tela O Profeta, integrante
da Série referida, hoje no acervo do MASP - Museu de Arte de São Paulo, de dimensões
bem maiores, 218 x 178 cm, datada de 1944 (certamente a mesma década do trabalho que
agora leiloamos). Acompanha documento de autenticação passado pela viúva do artista,
Da. Maria Victória Portinari, no verso da foto do quadro exposto, lavrada nestes
termos: O quadro a óleo sobre tela reproduzido nesta fotografia é de autoria de
Cândido Portinari, Rio de Janeiro, 11 de março de 1975. Maria Victoria Portinari
(firma reconhecida no dia seguinte no 6.o Ofício de Notas do tabelião Fernando
Henrique Xavier d'Araújo do Rio de Janeiro).

206 Bela imagem de Na. Senhora da Conceição de madeira policromada, sobre base de 37
cm de diâmetro e 94 cm de altura; coroa e resplendor de metal dourado, numa só peça.
Portugal, séc. XVIII.

207 Grande arca de sucupira com almofadas de jacarandá na frente e nas laterais
dotadas de alças de ferro forjado, assim como o espelho da fechadura; sobre bolachas;
60 x 136,5 x 96 cm de altura. Brasil, séc. XVIII.

208 Bacia de prata do Porto canelada, com base circular; marca do contraste Alexandre
Pinto da Cruz, usada entre 1810 e 1818; 30 cm de diâmetro; 12,5 cm de altura.
Portugal, séc. XIX.

209 Tapete caucasiano Kuba de oração medindo 134 x 79 cm ou 1,06 m2. CEI, séc. XIX.

210 MAXENCE, Edgard (1871-1954)

Vaso com flores. Óleo sobre tela oval double face, 50 x 61,5 cm. Assinado em ambos os
lados: Edgard Maxence.

Maxence, artista francês, foi destacado pintor de flores, aluno de Moreau e de Elie
Delaunay. Premiado com medalha do ouro em 1900, expôs continuamente no Salon até perto
de sua morte.

211 Mesa redonda de fuste facetado, sobre quatro pernas curvas recortadas, do período
vitoriano; tampo de 117 x 62 cm; 76 cm de altura. Inglaterra, séc. XIX.

212 Par de castiçais de prata brasileira fundida, burilada e guilloché desde a bobèche
até a base quadrada com 8 cm de lado apoiada em quatro garras; saia lavrada e vazada;
fuste torneado; 23 cm de altura. Brasil, séc. XIX.

213 Colar e brincos de ouro de 18 ct com rubi natural de 10 ct e mais 18 ct de rubis
menores; brilhantes medindo 2 ct.

214 Brilhante solitário de 1,72 ct, montado em anel de ouro branco de 18 ct.

215 GRENIER, Jean-Baptiste (Séc. XIX)

Mulata. Óleo sobre tela, 41 x 32,5 cm.

Acompanha documento de autenticação assinado por Maria Luize Guimarães Salgado, do Rio
de Janeiro, datado de 30 de setembro de 1987, neste termos: Devido ao extravio do
primeiro laudo técnico fornecido após pesquisas realizadas pelo professor Edson Mota
Devido ao extravio do primeiro laudo técnico fornecido após pesquisas realizadas pelo
professor Edson Mota e eu, volto a declarar que o quadro reproduzido no verso desta
fotografia é obra original do pintor francês Jean Baptiste Grenier, que esteve no
Brasil nos meados do século XIX.

215A GRENIER, Jean-Baptiste (Séc. XIX)

Mulatas. Óleo sobre tela, 41 x 32,5 cm.

Acompanha documento de autenticação assinado por Maria Luize Guimarães Salgado, do Rio
de Janeiro, datado de 30 de setembro de 1987, nos seguintes termos: Devido ao extravio
do primeiro laudo técnico fornecido após pesquisas realizadas pelo professor Edson
Mota e eu, volto a declarar que o quadro reproduzido no verso desta fotografia é obra
original do pintor francês Jean Baptiste Grenier, que esteve no Brasil nos meados do
século XIX.

216 Arca baiana, móvel precursor da cômoda, composto da caixa e da base dotada de
gaveta, em que a arca de apóia; espelho da fechadura, dobradiças e alças laterais de
ferro forjado; tampo curvo; 111 x 53,5 x 52 cm de altura da caixa; 101 cm de altura
total, com a base. Brasil, séc. XVIII.

217 Par de castiçais de prata do Londres de seção oval, decorados com caneluras e
perolado na borda da bobèche e da base que mede 15 x 12,5 cm; 29 cm de altura.
Inglaterra, letra-data para 1970.

218 MALAGOLI, Ado (1906-1994)

Nu sentado. Óleo sobre tela, 54,5 x 48 cm. Assinado embaixo à esquerda:

A. Malagoli.

219 Mesa à abattant com estrutura de carvalho, típica do período da Restauração(Luís
XVIII); coluna cilíndrica lisa, sobre base apoiada em quatro garras douradas, gaveta
frontal decorada com marchetaria; medindo 70 x 125,5 cm (com as abas laterais
levantadas); 70 cm de altura. França, séc. XIX.

220 Tapete caucasiano Shirvan medindo 146 x 84 cm ou 1,23 m2. CEI, séc. XIX.

221 ZORLINI, Ottone (1891-1967)

Índio com arco e flecha, sobre base de bambu. Escultura de bronze patinado, 43 cm de
altura. Assinado na baser: O. Zorlini.

222 Biscoiteira de prata brasileira repuxada e cinzelada, com duas alças em forma de
serpentes; decorada com gomos e escudo coroado com as iniciais AGF e a data 1726.
Brasil, séc. XVIII.

223 MECATTI, Dario (1909-1976)

Paisagem com três personagens. Óleo sobre tela, 50 x 65 cm. Assinado embaixo à
direita: D. Mecatti.

224 Caixa de prata de Birmingham para cigarros, decorada com guillochis; internamente
revestida de madeira; 17 x 9 x 6 cm de altura. Inglaterra, letra-data para 1924.

225 Tapete persa Malayer medindo 194 x 122 cm ou 2,37 m2. Irã, séc. XIX. w

226 ALVES, Moacir (1904-)

Casebres na Lagoa Rodrigo de Freitas. Óleo sobre madeira, 20 x 26,5 cm. Assinado e
datado embaixo à esquerda: Moacir Alves / 45 e no reverso: Casebre / Lagoa R. de
Freitas.

Espólio do Dr. Vicente Sampaio Lara.

227 Par de castiçais de prata brasileira com bobèche, fuste e base decorados com
elementos florais estilizados e perolado junto à base circular de 12 cm de diâmetro.
Brasil, séc. XVIII

228 TEIXEIRA, O. (1904-1974)

Cabeça de criança com chapéu branco. Óleo sobre tela, 38 x 33 cm. Assinado e dedicado
embaixo à esquerda: Ao Constantino / off. / Oswaldo - 929.

Oswaldo Teixeira, ativo no Rio de Janeiro, foi diretor do Museu Nacional de Belas
Artes por 25 anos. No ano anterior ao deste quadro - 1928 - ganhou a medalha de ouro
no Salão Nacional de Belas Artes. Em 1924 já havia ganho o prêmio de Viagem à Europa.

Espólio do Dr. Vicente Sampaio Lara.

228A PAAP, H. (Séc. XX)

Espelho na parede. Óleo sobre placa, 63,5 x 33 cm. Assinado embaixo à esquerda: H.
Paap.

Hans Paap, pintor alemão ativo no Rio de Janeiro, participou do Salão Nacional de
Belas Artes e ganhou pequena medalha de ouro em 1928.

Espólio do Dr. Vicente Sampaio Lara.

229 Raro enfeite tribal caucasiano medindo 85 x 86 cm. CEI, séc. XIX.

230 CASTAGNETO, Giovanni Battista (1851-1900)

Marinha. Óleo sobre madeira, 13 x 34,5 cm. Assinado e datado embaixo à direita:
Castagneto / 98. No reverso dedicatória: A Ernesto e Alda / com muitos e muitos beijos
/ offerecem Ilara, Moema e / Mair Paraguassu / 18-4-05.

231 Tapete Boukara medindo 178 x 122 ou 2,17 m2. Séc. XX.

232 TIMÓTEO DA COSTA, Artur (1882-1923)

Personagem romano. Óleo sobre tela, 100 x 120 cm. Assinado, situado e datado embaixo à
direita: Arttimotheo / Rio / 906.

233 Caixa de prata lisa provavelmente inglesa para charutos, internamente revestida de
madeira; na base a inscrição: Sterling by Poole; 25,5 x 17 x 7 cm de altura. Europa,
séc. XX.

234 Cálice de prata lisa de Lisboa; fuste torneado sobre base circular medindo 11,5 cm
de diâmetro; internamente, restos de vermeil; marca de contraste não identificado e de
prateiro prejudicado na leitura; 25 cm de altura. Portugal, séc. XIX.

235 SANTIAGO, Manuel de Asumpção (1897-1987)

Busto de mulher. Óleo sobre tela, 55 x 46 cm. Assinado embaixo à direita: Manuel
Santiago e no reverso: Santiago / Manuel Santiago.

Espólio do Dr. Vicente Sampaio Lara.

236 Tapete turco kilim sivas Malatya medindo 395 x 165 cm ou 6,52 m2. Turquia, séc.
XIX.

237 Castiçal de prata brasileira fundida, burilada e guilloché, decorada com elementos
vegetais; fuste torneado e base quadrada com 8,5 cm de lado, apoiada em quatro garras
sobre esferas; marca QAR do prateiro do Rio de Janeiro Quintino Antônio Raposo; 25 cm
de altura. Brasil, séc. XIX.

238 CAVALLEIRO, Henrique Campos (1892-1975)

Moça de blusa amarela. Óleo sobre tela, 61 x 50 cm. Assinado e datado embaixo à
esquerda: H. Cavalleiro / 1954.

Espólio do Dr. Vicente Sampaio Lara.

239 Par de bibelots de porcelana policromada de Meissen, representando um casal de
crianças colhendo flores; 13,5 e 14 cm de altura; na base do menino, marca de Meissen
prejudicada na leitura. Alemanha, séc. XIX/XX.

240 Tapete Kashgai tribal medindo 165 x 111 cm ou 1,83 m2. Séc. XIX.

241 Relógio International Watch Co. com caixa e pulseira de ouro de 18 ct.

242 Caixa de prata de Birmingham para charutos, a tampa decorada com guillochis; 23 x
16 x 7,5 cm de altura. Inglaterra, letra-data para 1970.

243 CAVALLEIRO, Henrique Campos (1892-1975)

Nu de costas com laço verde nos cabelos. Óleo sobre tela fixada em placa, 93,5 x 67
cm. Assinado, situado e datado embaixo à direita: H. Cavalleiro / Paris / 1920.

Espólio do Dr. Vicente Sampaio Lara.

244 Samson, S.

L'Espagne distinguée en tous ses royaumes principotés. Mapa da Espanha desenhado por
Samson, geógrafo do Rei, impresso por H. Laillot em Paris; 61 x 89 cm. França, 1672.

245 Salva de prata brasileira com aba repuxada e cinzelada, decorada com elementos
florais, laços e perolado; sobre três pés; 22 cm de diâmetro; 4 cm de altura. Brasil,
séc. XIX.

246 VARELA, Cybèle 91943)

Dans le jardin. Óleo sobre tela, 96 x 129 cm. Assinado e datado embaixo á esquerda:
Cybèle Varela / 90

247 Anel de ouro de 18 ct com brilhante central e pequenos brilhantes a sua volta.

248 Anel de ouro de 18 ct com brilhante central de 0,60 ct mais 1,32 de brilhantes
pequenos.

249 Caixa de prata de Birmingham para charutos, tampa decorada com guillochis;
revestida de madeira; 22 x 16,5 x 4,5 cm de altura. Inglaterra, letra-data para 1963.

250 OSWALD, Carlos (1882-1971)

Leitura. Óleo sobre tela, 86,5 x 90 cm. Assinado em cima à direita: C. Oswald.

251 SANTIAGO, Manuel de Assumpção(1897-1987)

Moça com fita na cabeça. Óleo sobre tela, 41 x 33 cm. Assinado e datado embaixo à
direita: Manuel Santiago / 70.

Espólio do Dr. Vicente Sampaio Lara.

252 Poncheira, concha e seis taças de prata de Moscou burilada, decorada com elementos
florais estilizados; base com 11,8 cm e boca com 15 cm de diâmetro; taças de 7 cm de
altura e concha com 23 cm de comprimento. Rússia, séc. XIX.

253 Centro de mesa de seção oval de prata não identificada, provavelmente européia,
repuxada e cinzelada, decorada com elementos barrocos; no fundo as iniciais E. de G.;
sobre quatro pés; 37 x 24 x 11,5 cm de altura. Europa, séc. XIX

254 MONTEIRO FRANÇA, José Joaquim (1857-1944)

Natureza-morta com uvas, romãs e latão. Óleo sobre tela, 60 x 70 cm. Assinado embaixo
à direita: Monteiro França.

255 Pendantif de ouro de 18 ct com um brilhante.

256 PARREIRAS, Antônio Diogo (1860-1937)

Baia da Guanabara à noite. Óleo sobre tela, 61 x 50 cm. Assinado e datado embaixo à
esquerda: A. Parreiras/ 1917.

257 Caixa de prata de Londres para cigarros, decorada com guillochis; marca Mappin &
Webb; 17,5 x 9 x 5 cm de altura. Inglaterra, letra-data para 1939.

258 Travessa de porcelana chinesa, Cia.-das-Índias, azul e branca, padrão Macau;
retangular com cantos chanfrados; 35,5 x 28 cm. China, séc. XVIII.

259 Travessa de porcelana chinesa, Cia.-das-Índias, azul e branca, padrão Macau;
retangular com cantos chanfrados; 28 x 20 cm. China, séc. XVIII.

260 GIORGI, Bruno (1905-1993)

Torso de mulher. Escultura de bronze polido, sobre base de mármore preto medindo 10 x
15 x 5,5 cm de altura; 21 cm de altura do bronze. Siglado atrás: BG.

 

261 WR - Autor não identificado (Séc. XIX)

Alferes na Corte. Óleo sobre madeira, 13,5 x 9 cm. No reverso a inscrição: Rio de
Janeiro " Alferes na Corte" / 1874 / WR.

262 Par de castiçais de banqueta de madeira lavrada dourada com figurações vegetais;
base triangular com roseta frontal; 67 cm de altura. Brasil, séc. XIX.

263 SANTIAGO, Manuel de Assumpção(1897-1987)

Cabeça de mulher com cabelos louros. Óleo sobre placa, 25 x 28 cm. Assinado embaixo à
esquerda: Manuel Santiago.

Espólio do Dr. Vicente Sampaio Lara.

264 Bibelot de biscuit representando mulher sentada (em típica poltrona Luís XVIII
dita "en gondole"), com duas crianças ao colo; 21,5 cm de altura. Europa, séc. XIX-XX.

265 Tocheiro de madeira prateada, lavrada com elementos barrocos e figurações vegetais
estilizadas; base triangular com três pés em volutas; 145 cm de altura. Brasil, séc.
XVIII.

266 ROSA, Gustavo (1946)

Surfista. Óleo sobre tela, 62 x 52 cm. Assinado e datado embaixo à direita: Gustavo
Rosa / 84. No reverso: Gustavo Rosa / 84.

267 Cadeira de jacarandá estilo Restauração, com assento de palhinha; espaldar "à
crosse" e quatro pernas de sabre. Brasil, séc. XIX.

O encosto "à crosse", recurvado para trás, um detalhe característico do estilo
Diretório (período seguinte a Luís XVI), não foi esquecido pelo estilo Império e
marcou presença no estilo dito Restauração(Luís XVIII). As pernas de sabre também são
típicas de Luís XVIII.

268 WASTH Rodrigues, José (1891-1957)

Sacada do Museu Imperial de Petrópolis. Óleo sobre tela, 54 x 65 cm. Assinado e datado
embaixo à esquerda: W. Rodrigues / 1940.

269 CAVALLEIRO, Henrique Campos (1892-1975)

Cabeça de Cristo. Desenho a lápis-de-cor e pastel oleoso, 25 X 25 cm. Assinado embaixo
à direita: H. Cavalleiro.

Espólio do Dr. Vicente Sampaio Lara.

270 Tocheiro de madeira lavrada com restos de pintura, decorado com elementos barrocos
e figurações vegetais estilizadas; sobre base triangular com três pés em volutas; 128
cm de altura. Brasil, séc. XVIII.

271 Pendantif de ouro de 18 ct com brilhantes e safiras.

272 Anel de ouro de 18 ct, com gota de topázio amarelo/laranja pesando 10 ct e 1 ct de
brilhantes a sua volta.

273 Par de almofadas frente e verso de tapete tribal Belouche. Séc., XIX.

274 Espelho oval para mesa, de metal prateado WMF, decorado com elementos vegetais,
guirlandas e encimado por crianças segurando um laurel; apoio traseiro graduável de
madeira; cristal bisotê medindo 30,8 x 26 cm; dimensões com a moldura metálica: 45 x
29,5 cm. Alemanha, séc. XIX-XX.

275 BERNARDELLI, Henrique (1858-1936)

Busto de mulher vestida de branco. Pastel, 44 x 34 cm. Assinado embaixo à esquerda:
Bernardelli / Rio e HBernardelli.

Espólio do Dr. Vicente Sampaio Lara.

276 Anel de ouro branco de 18 ct com brilhante e esmeralda.

277 Colar de pérolas com fecho de ouro de 18 ct e pequenos brilhantes.

278 MARQUÈRE - Artista não identificado

Rio de Janeiro. Óleo sobre tela fixada em cartão, 41 x 33 cm. assinado e situado
embaixo à direita: Marquère / Rio de Janeiro e no reverso: Rio de Janeiro / Brazil /
Veux Marché.

279 Tapete turcomano tribal, 215 x 116 cm ou 2,49 m2. Séc., XIX.

280 CAMPELO, Rui Alves (1905-)

Vaso de flores amarelas. Óleo sobre cartão, 41 x 33 cm. Assinado e datado embaixo à
direita: Rui Campelo / 35.

Espólio do Dr. Vicente Sampaio Lara.

Dia 27 outubro de 1999
Lotes 281 a 420

281 VILLARES, Décio Rodrigues (1851-1931)

Mulher orando. Óleo sobre cartão, 24 x 19 cm. Assinado e datado embaixo à esquerda: D.
Villares / 1890.

282 Bule para chá (cadogan tea pot) de porcelana chinesa Cia.-das-Índias celadon com
elementos vegetais em relevo azul e marrom; base com 8,5 cm de diâmetro e 14 cm de
altura. China, séc. XVIII.

283 MORAND, Eugène (1855)

Nobre e cachorros. Aquarela, 51 x 34 cm. Assinado e datado embaixo à direita:

E. Morand/ 1881.

Morand foi diretor da Escola de Artes Decorativas de Paris.

284 Cesto oval de prata 800 com marca prejudicada na leitura, provavelmente alemÆ,
decorada na aba vazada e recortada com figurações barrocas e no fundo cupidos; 29 x 23
x 5,5 cm de altura. Europa, séc. XIX.

285 PINHO, Heitor de (1897-1968)

Marinha. Óleo sobre tela, 16 x 23,5 cm, Assinado, datado e dedicado embaixo à
esquerda: Ao Prof. Lara / H. de Pinho / 1964.

Espólio do Dr. Vicente Sampaio Lara.

286 Prato de porcelana chinesa Cia.-das-Índias azul e branca, decorado com figurações
vegetais e peônias; 24,7 cm de diâmetro. China, séc. XVIII.

287 PARREIRAS, Edgard (1885-1964)

Baia da Guanabara. Óleo sobre tela, 66 x 80 cm. Assinado e datado embaixo à esquerda:
Edg. Parreiras / 1941.

Espólio do Dr. Vicente Sampaio Lara.

288 Grande prato de porcelana chinesa Cia.-das-Índias monocrômico, na cor sépia, com
detalhes dourados, decorado com vasos de flor e fruteira no covo e flores na aba,
volteada por setas na borda; 32,2 cm de diâmetro. China, séc. XIX.

289 Caneca de porcelana chinesa Cia.-das-Índias azul e branca, padrão Marcau; asa
trançada sob influência inglesa; boca com 9,5 cm e altura de 10 cm. China, séc. XVIII.

290 LOPES Rodrigues, Virgílio (1863-1944)

Barco a vela. Óleo sobre madeira, 18,2 x 28,5 cm. Assinado embaixo à direita: Virgílio
R.

291 Albarrada de prata sterling lisa norte-americana do estúdio Tiffany; boca com 8,5
cm de diâmetro, duas alças circulares; 16 cm de altura. Estados Unidos, séc. XX.

292 BIANCO, Enrico (1918)

Colheita da laranja. Óleo sobre placa, 40 x 35,5 cm Assinado e datado embaixo à
direita: Bianco / 1997 e no reverso: Bianco / 1997.

293 Cálice de prata do Rio de Janeiro, internamente vermeil, com fuste e base circular
guillochés; marcas 10 dinheiros e AJMS do prateiro Antônio José Moreira Soares ativo
entre 1855-1875; 24,5 cm de altura. Brasil, séc. XIX.

294 SANTIAGO, Manuel de Assumpção(1897-1987)

Cabeça de mulher. Óleo sobre tela, 41 x 33 cm. Assinado, situado e datado embaixo à
direita: Manuel Santiago / Rio / 1949.

Espólio do Dr. Vicente Sampaio Lara.

295 Mini-lâmpada de três bicos para pavios, de prata dos Estados Pontifícios, composto
de cuba para óleo, tampa com três correntes que prendem instrumentos auxiliares, haste
com altura regulável e base recortada medindo 6 cm de diâmetro; 26 cm de altura.
Itália, séc. XIX.

296 DIAS, Cícero (1908)

Dois personagens. Óleo sobre madeira, 10 x 7 cm. Assinado embaixo à esquerda: Cicero.

297 Espevitadeira com sua bandeja de prata do Rio de Janeiro 10 dinheiros fundida e
cinzelada, com decoração fitozoomorfa e personagens segurando a lira; bandeja sobre
quatro garras com a marca JFC do prateiro José Fernandes de Carvalho, ativo entre 1847
e 1853, medindo medindo 21,5 x 10,5 cm; tesoura com a marca do prateiro JAS, não
identificado. Brasil, séc. XIX.

298 PARREIRAS, Edgard (1885-1964)

Baia de Guanabara. Óleo sobre madeira, 38 x 45 cm. Assinado e datado embaixo à
esquerda: E. Parreiras / 1932.

299 Par de bibelots de porcelana policromada representando uma casal com cestos de
flores, sobre bases circulares decoradas com elementos geométricos dourados; atrás das
figuras, pseudo-marca de Meissen; 22,5 cm de altura. Europa, séc. XIX-XX.

300 Tinteiro de prata européia repuxada e cinzelada, composto de mesa decorada com
elementos florais na aba, medindo 15,5 x 11,7 cm, apoiada sobre quatro pés;
recipientes para tinta faltando a cuba de vidro e para areia; sineta e porta-penas;
marcas inteiramente prejudicadas na leitura; 12 cm de altura. Europa, séc. XIX.

301 GRACIANO, Clóvis

Trompetista. Técnica mista, 55 x 42 cm. Assinado embaixo à direita: Graciano

302 Cálice de prata do Rio de Janeiro guilloché; fuste torneado sobre base circular
com 10,7 cm de diâmetro; internamente vermeil; marcas 10 dinheiros e AJMS do prateiro
Antônio José Moreira Soares, ativo entre 1855 e 1875; 24,2 cm de altura. Brasil, séc.
XIX.

303 Sopeira e seu présentoir, de porcelana chinesa Cia.-das-Índias pasta de arroz,
padrão mandarim, com alças trançadas e pegador da tampa em forma de flor, de
inspiração inglesa; monograma na tampa: AMB; boca medindo 24 x 18,5 cm; altura de 27
cm; présentoir com o mesmo monograma medindo 36 x 30 cm. China, séc. XIX.

304 BURLE MARX, Roberto (1909-1994)

Figurações branco-e-preto. Bico-de-pena e aguada, 56 x 76 cm. Assinado e datado
embaixo à direita: R. Burle Marx / 1974.

305 Salva de prata brasileira decorada com elementos florais burilados; aba com
cordões repuxados e fios guillochés; sobre três pés; 28 cm de diâmetro; 5 cm de
altura. Brasil, séc. XVIII.

Pertenceu ao acervo da Santa Casa de Misericóridia da cidade de Campos, no Rio de
Janeiro.

306 GERARDENGHI, Bigio Luigi (1876-1957)

Pescadores. Óleo sobre tela, 37,5 x 53,5. Assinado embaixo à direita: Gerardenghi.

307 Âmbula de prata guilloché do Rio de Janeiro; fuste torneado sobre base circular
com 9 cm de diâmetro; tampa encimada por cruz flordelisada; 23 cm de altura. Brasil,
séc. XIX.

308 GRANER Y ARRULFI, Luís (1863-1929)

Marinha com rochedo e barco. Óleo sobre tela, 58,5 x 69 cm. Assinado embaixo à
direita: L. Graner.

309 Caçarola com bico, de prata irlandesa setecentista lisa e cabo de madeira
torneada; na base a marca I.I do prateiro Jos. Jackson; 11 cm de diâmetro de boca e 9
cm de altura. Irlanda, letra-data para 1784.

A palavra caçarola vem de caço, do grego kyathos - colher ou concha, a mesma cloquaire
da Idade Média - que também significou vaso, copa e os recipientes que hoje
generalizamos como panela.

310 MECATTI, Dario (1909-1976)

Cena Árabe. Óleo sobre placa, 42 x 42 cm. Assinado embaixo a direita: Mecatti.

311 Caneca de porcelana chinesa Cia.-das-Índias policromada, família rosa, decorada
com pequenos buquês de flores e escudo com monograma ilegível pelo desgaste e encimado
por lemnisco azul e dourado; 11,5 cm de boca e 14 cm de altura. China, séc. XVIII.

312 DI PRETE, Danilo (1911-1984)

Cosmos. Óleo sobre tela, 120 x 120 cm. Assinado e datado embaixo à direita

Di Prete / 84.

313 Imagem de Santa Rita, proveniente de Pernambuco, de madeira policromada e olhos de
vidro; resplendor e cruz de prata; acompanha peanha facetada e faiscada medindo 49,5
cm de altura; 86 cm de altura da imagem, sem o resplendor; 98 cm de altura total.
Brasil, séc. XVIII/XIX.

314 Canapé com braços e assento de palhinha medindo 157 x 55 cm; 85 cm de altura das
laterais; pernas curvas terminadas em garras. Brasil, séc. XIX.

315 Garrafa de cristal lapidado de Baccarat e prata de Sheffield repuxada e cinzelada,
decorada com elementos barrocos e alça retilínea lembrando a harpa; no fundo a estrela
característica de Baccarat; 28,5 cm de altura. Europa, letra-data para 1896.

316 Imagem de Santo Inácio de Loiola de madeira policromada baiana; hábito preto e
resplendor de prata; 75 cm de altura total. Brasil, séc. XVII.

317 Tapete caucasiano Kuba, 157 x 107 cm ou 1,68 m2. Séc., XIX.

318 SANTIAGO, Manuel de Assumpção(1897-1987)

Paisagem. Óleo sobre tela fixada em placa, 14,5 x 22 cm. Assinado embaixo à esquerda:
Manuel Santiago.

Espólio do Dr. Vicente Sampaio Lara.

319 Caixa de prata de Birmingham para cigarros decorada na tampa com guillochis;
internamente revestida de madeira; 16,5 x 11,5 x 4 cm de altura. Inglaterra,
letra-data para 1961.

320 Roupeiro D. João VI, com porta frontal de duas folhas decoradas com leques nos
ângulos, encimada por duas gavetas dotadas de espelhos de marfim nas fechaduras; tampo
medindo 65,5 x 144 cm; 115 cm de altura. Brasil, séc. XIX. Este móvel pertenceu ao
Barão de Ramalho, Dr. Joaquim Inácio Ramalho, mestre da Faculdade de Direito de São
Paulo, por onde se formou em 1835. Paulista, nasceu em 1809.

321 Tapete persa Mahal, 202 x 121 cm ou 2,45 m2. Séc., XIX.

322 Colar de pérolas de uma volta com fecho de ouro branco.

323 LICEU DE Artes e Ofícios

Rapto de uma Sabina. Escultura de cerâmica produzida no Liceu de Artes e Ofícios de
São Paulo; cópia do conhecido grupo de Jean de Bologne colocado na Loggia dei Lanzi,
famoso pórtico em Florença, Itália, que abriga hoje esculturas da maior importância na
história da arte, entre elas duas de Jean de Bologne, O Rapto de uma Sabina e Hércules
Derrubando o Centauro Nessus; na base, o carimbo do Liceu de Artes e Ofícios / São
Paulo; 98,5 cm de altura. Jean de Bologne flamengo de origem, instalou-se em Florença
em 1558, trabalhando aqui ligado aos Medicis. A escultura original é de mármore. O
Rapto de uma Sabina teve no mundo todo uma infinidade de cópias, fiéis ou modificadas
nos detalhes, por exemplo o acréscimo de vestimentas cobrindo a nudez dos personagens.
Um exemplar de bronze está reproduzido no volume Bronze, de Harold Berman (Abage), à
pg. 174, ilustração n.o 733.

324 RIBEIRO (Séc. XIX-XX)

Natureza morta com laranjas. Óleo sobre tela 60 x 80 cm. Assinado sob a tela: Ribeiro.
Trata-se de pintor português.

325 Cômoda jacobina com cinco níveis de gavetas emolduradas, cada uma com sua
fechadura, espelho e puxadores de bronze; tampo medindo 109 x 58 cm; 99 cm de altura.
Inglaterra, séc. XVII.

326 VERBOECKHOVEN, Eugen Joseph (1798/9-1881)

Cabra e carneiros. Óleo sobre madeira, 20 x 24 cm. Assinado embaixo à esquerda:
Verboeckhoven.

Verboeckhoven estudou com seu pai Bartolomeu Verboeckhoven, tendo sido um grande
escultor antes de ser um importante pintor. Animalista em uma e outra técnica de arte,
ganhou grande fama e prestígio, principalmente nos Estados Unidos e na Inglaterra que
guardam dele considerável número de obras.

327 Par de candelabros de bronze dourado, período da restauração(Luís XVIII), para
três velas, decorados com elementos vegetais e estilizados, guardando ainda
características do estilo Império; base triangular, terminando as arestas em garras
duplas; 51,5 cm de altura. França, séc. XIX.

328 Travessa oval de porcelana chinesa Cia.-das-Índias pasta de arroz, com medalhão
rosa no covo, emoldurado com fio circular dourado e a legenda: DPMarques; aba decorada
em toda a volta com rosas ferrugem e cor-de-rosa alternadas entre folhas verdes; fio
dourado na borda; 40,3 x 33 cm. China, séc. XVIII

329 Arma branca provavelmente persa com bainha e empunhadura de prata repuxada e
cinzelada, decorada com figurações vegetais; 78 cm de comprimento

330 Baú com tampo curvo revestido de couro decorado com figurações fitozoomorfas e
restos de policromia; dobradiças e fechadura de ferro forjado; sobre dois zócalos em
forma de leões; 51 x 94 cm; 65 cm de altura do baú. Brasil, séc. XVIII.

331 Miniatura de cadeira estilo D. João V, dourada e estofada, medindo o assento 32 x
30 cm e 77 cm de altura do espaldar. Brasil, séc. XVIII-XIX.

332 Aparelho de cristal Saint-Louis composto de 55 peças assim discriminadas: 12 copos
para água, 11 copos para vinho, 8 cálices para vinho do Porto, 11 cálices para licor,
11 taças para champanhe, jarra para água e garrafa para licor. França, séc. XIX-XX.

333 LEROUX, Paolo (Séc. XIX-XX)

Luminária de bronze em forma de mulher segurando nos braços erguidos guirlanda que
sustenta globo de luz; 140 cm de altura. Assinado na base: Paolo Leroux

334 Par de travessas de porcelana chinesa Cia-das-Índias azul e branca, decorada com
personagem na balsa; aba recortada; 38,5 x 31 cm. China, séc. XVIII.

335 Tapete Afshar tribal, 180 x 140 cm ou 2,52 m2. Séc. XIX.

336 Chaleira, suporte e fogareiro de prata brasileira 833 fundida, repuxada e
cinzelada, decorada com caneluras, sobre quatro pés em forma de garras sobre conchas;
na base a marca Lago; 39 cm de altura. Brasil, séc. XX.

337 Brilhante solitário com 2,5 ct montado em anel de ouro branco de 18 ct.

338 Broche de ouro de 18 ct em forma de pássaro, com safiras, rubis e esmalte.

339 Grande cômoda inteira de jacarandá D. João VI com montantes torneados e as duas
gavetas superiores em balanço; puxadores torneados com detalhes de marfim; 55 x 135
cm; 130 cm de altura. Brasil, séc. XIX.

340 Anel de ouro de 18 ct, com esmalte e cabochão de lapis-lazúli do Afeganistão,
cercado de brilhantes.

341 Colar de pérolas de quatro voltas com fecho de ouro e brilhantes.

342 Cômoda inteira D. João VI, de jacarandá, decorada com estrias paralelas e leques
nos ângulos das gavetas com puxadores de bronze; pés torneados com bolachas; tampo
medindo 137 x 69 cm; 120 cm de altura. Brasil, princípios do séc. XIX.

343 Balangandã de prata brasileira com vinte e um berloques. Brasil, séc. XIX.

 

344 FREMIET, Emmanuel (1824-1910)

São Miguel. Escultura de bronze representando o arcanjo vestindo armadura e pisando o
dragão, símbolo do demônio; 26,5 cm de altura. Assinado na base: E. Fremiet.

A espada que São Miguel empunha na sua mão direita, está faltando.

345 Tapete turcomano kilim tribal, 160 x 273 cm ou 4,37 m2. Séc., XIX.

346 Par de castiçais de banqueta de madeira lavrada e dourada, com figurações
vegetais; base triangular com roseta na face frontal; 54 cm de altura. Brasil, séc.
XIX.

347 Par de castiçais de prata brasileira guilloché, com fuste torneado sobre base
quadrangular medindo 8 cm de lado; marca de pseudo- contraste de Lisboa e marca PJJ do
prateiro do Rio de Janeiro Possidônio José de Jesus, ativo entre 1837 e 1844; 19 cm de
altura. Brasil, séc. XIX.

348 MARTINS, Aldemir (1922)

Gato. Desenho a cores, 42 x 31 cm. Dedicado, assinado e datado embaixo à esquerda:
Dora e Zé Paulo / o abraço com a amizade do amigo Aldemir Martins / 78.

349 Arcaz com seis gavetas com puxadores de ferro forjado, medindo o tampo

250 x 52; 88 cm de altura. Brasil, séc. XVII-XVIII.

350 AMOEDO, Rodolfo (1857-1941)

Paisagem com flores amarelas. Óleo sobre madeira, 23,5 x 13 Assinado embaixo à
esquerda: R. Amoedo.

351 Par de candelabros para quatro velas, de bronze patinado e fustes de mármore;
peças típicas da restauração(Luís XVIII) decoradas com elementos vegetais estilizados;
base triangular sob forma de folhas; 60 cm de altura. França, séc. XIX.

352 FERRIGNO, Antônio (1863-)

Barcos à noite. Óleo sobre tela, 40 x 66,5 cm. Assinado embaixo à esquerda

A. Ferrigno.

353 Extraordinária e grandiosa pia batismal de granito, mineira, decorada com gomos,
sobre base também de granito, decorada com conchas; base quadrada com 55 cm de lado;
113 cm de diâmetro e 106 cm de altura total. Brasil, séc. XVIII.

Reproduzida no livro Tradição e Ruptura, à pg. 89, ilustração 184.

354 Meia-cômoda de jacarandá D. João VI, com leques nos ângulos e pernas retas
torneadas; três gavetas; tampo medindo 103 x 53 cm; 86,5 de altura. Brasil, séc. XIX.

355 CALIXTO de Jesus, Benedito (1852-1927)

Duas palmeiras à beira d´água. Óleo sobre tela fixada em cartão, 27 x 37,5 cm.
Assinado e datado embaixo à direita: B. Calixto e data ilegível.

356 Pequena jarra com tampa e alça e sua bacia com gomos, de prata brasileira; bacia
de 22,5 cm de diâmetro com ressalto no fundo para encaixe da base da jarra que mede 20
cm de altura. Brasil, séc. XX.

357 Caixa de música de rolo, decorada na tampa com marchetaria floral; 45,5 x 21 x
13,5 cm de altura. Europa, séc. XIX.

 

358 Caixa de música de rolo, 30,5 x 16,5 x 13 cm de altura. Europa, séc. XIX.

359 Espevitadeira e sua bandeja de prata do Rio de Janeiro fundida e cinzelada;
bandeja decorada com cestos de flores e aves, sobre quatro garras, sem qualquer marca,
medindo 21,7 x 11 cm; a espevitadeira, com monograma DCG, leva as marcas do ensaiador
R coroado não identificado e FDG de prateiro não identificado, porém datável de 1800 a
1825. Brasil séc. XIX.

360 GUIGNARD, Alberto da Veiga (1896-1962)

Rosto. Desenho a pastel oleoso, 21,5 x 15,5 cm. Assinado e datado embaixo à direita:
Guignard / 1939.

361 Cristaleira eclética com porta central decorada com figura de mulher e partituras
musicais; prateleiras laterais protegidas por vidros curvos; 122 x 42 x 153 cm de
altura. Europa, séc. XIX.

362 Tapete caucasiano kilim, 333 x 259 cm ou 8,62 m2. Séc. XIX.

363 Caixa de prata de Birmingham para cigarros, decorada na tampa com guillochis; 18,5
x 8,5 x 4 cm de altura. Inglaterra, letra-data para 1939.

364 DI CAVALCANTI, Emiliano Augusto (1897-1976)

Composição em tons sépia, verde e preto. Óleo sobre tela, 200 x 95 cm. Assinado e
datado embaixo à direita: E. Di Cavalcanti / 1960.

365 Salva de prata lisa brasileira decorada na borda com perolado, característico do
período de D. Maria I; sobre três patas de burro; 20,5 cm de diâmetro. Brasil, séc.
XIX.

366 Pequena arca de madeira clara com tampo curvo, decorado na frente com estrelas
marchetadas; saia recortada; encaixes tipo rabo-de-andorinha; 58 x 31,5 x 43,5 cm de
altura. Brasil, séc. XVIII-XIX. Peça proveniente do Espírito Santo.

367 LEVINO FANZERES (1884-1956)

Paisagem. Óleo sobre madeira, 23 x 36 cm. Assinado e datado embaixo á esquerda: L.
Fanzeres / 941.

368 Caixa para chá, de prata alemã 835 repuxada e cinzelada, decorada com cupidos e
cestas de flores; internamente vermeil; sobre quatro pés; 9,5 x 8,5 x 20 cm de altura.
Alemanha, séc. XIX.

369 Caixa de música de disco metálico perfurado, medindo 24,5 x 21 x 14 cm de altura.
Europa, séc. XIX.

370 Présentoir de porcelana chinesa Cia.-das-Índias azul e branco, padrão Macau;
retangular de cantos chanfrados medindo 34,5 x 27 cm; 6,5 cm de altura. China, séc.
XVIII-XIX.

371 Caixa de música de rolo, decorada na tampa com instrumentos musicais marchetados;
58,5 x 23,5 x 15 cm de altura. Europa, séc. XIX.

372 Tapete persa Tabriz, 137 x 191 cm ou 2,62 m2. Séc., XIX.

373 Caixa de música de disco metálico perfurado, medindo 38,5 x 33 x 24 cm de altura.
Europa, séc. XIX.

374 Caixa de música de disco metálico, medindo 54 x 47,5 x 28,5 cm de altura. Europa,
séc. XIX.

375 GIORGI, Bruno (1905-1993)

Maternidade. Escultura de bronze patinado, sobre bloco de mármore preto medindo 18 x
18 x 7,5 cm de altura; 48,5 cm de altura do bronze. Siglado embaixo à direita: BG.

376 Aparador de sucupira trabalhado com fina lavra; amarrações centradas em rico buquê
de flores; tampo de mármore branco medindo 130 x 50 cm; 94 cm de altura. Brasil,
XIX-XX.

377 Garrafa e seis cálices de pés altos, de cristal de Baccarat overlay verde claro
amarelado lapidado com figurações geometrizadas; no fundo da garrafa, a estrela
característica de Baccarat; 37,5 cm de altura da garrafa e 17,5 cm de altura dos
cálices. França, séc. XX. A garrafa, se bem que de cor idêntica à dos cálices, não
pertencem, um e outro, ao mesmo serviço.

378 Mesa inglesa vitoriana circular com tampo de mármore rosa; coluna central torneada
sobre quatro pernas decoradas com desenhos geometrizados; 146 cm de diâmetro do
mármore; 79 cm de altura. Inglaterra, séc. XIX.

 

379 Par de importantes cadeiras decoradas com rosetas marchetadas sobre travessas
lavradas e recortadas, quer no espaldar, quer na testeira cujo desenho repete o mesmo
do encosto; os altos dos montantes obedecem às exigências do estilo: buquê de
elementos vegetais finamente esculpidos; 43 x 63 x 115 cm de altura do espaldar.
Europa, séc. XVII.

380 Bacia para barba de prata do Porto, decorada com gomos e perolado em toda a volta
da borda recortada, característica do período de D. Maria I; marca do contraste José
Coelho Sampaio utilizada entre 1790-1804; 46 x 30 x 5,5 cm de altura. Portugal, séc.
XIX.

381 BABINSKI, Maciej Antoni (1931)

Paisagem com casa à esquerda. Óleo sobre tela, 32 x 49 cm. Assinado e datado embaixo à
direita: Babinski / 73.

382 Présentoir de porcelana chinesa Cia.-das-Índias azul e branca, padrão Macau,
retangular de cantos chanfrados; 33,5 x 24,5 cm; 5 cm de altura. China, séc.
XVIII-XIX.

383 DAREL Valença Lins (1924-)

Três personagens, um lendo jornal. Lito com detalhes coloridos, 60 x 80 cm. Numerado
embaixo à esquerda, 51/80 e assinado embaixo à direita: Darel.

384 Travessa de porcelana chinesa Cia-das-Índias azul e branca com decoração floral;
aba recortada; 46,5 x 36,5 cm. China, séc. XVIII.

385 TERUZ, Orlando (1902-1984)

Nu sentado. Desenho a lápis-de-cor, 45 x 35,5 cm. Assinado, situado e datado embaixo à
direita: Teruz / Rio 1981.

386 GIORGI, Bruno (1905-1993)

Candangos. Miniatura de bronze patinado, réplica de monumento em Brasília, sobre base
de mármore preto medindo 7,3 x 18,8 x 3 cm de altura; 30 cm de altura do bronze.
Siglado sob a figura da direita: BG.

387 GRACIANO, Clóvis (1907-1988)

Estudo de cavalos e cavaleiros. Guache sobre fundo preto, 68 x 48 cm. Assinado e
datado embaixo à direita: Graciano 62.

388 Cesto para pão, de prata oval fundida e cinzelada, certamente da Europa Central,
Checoslováquia ou Áustria-Hungria, decorada com festão na aba vazada e recortada; no
fundo, mulher, burro carregando cesta de flores e cachorro; 22,5 x 14,5 x 8 cm de
altura. Europa, séc. XIX.

389 INIMÁ de Paula (1918-1999)

Barcos. Óleo sobre tela, 40 x 50 cm. Assinado embaixo à esquerda: Inimá e no reverso:
Barcos / E. Santo / Inimá / 13-11-83; fixado selo de comprovação da participação da
tela na Exposição 100 anos de BH - 80 anos de Inimá, de Nov 97 a Fev 98 e etiqueta
informando: Catalogado no Projeto Inimá de Paula s/n.o MA0002.

Tela reproduzida no livro Inimá, uma Biografia, de Renato Sampaio.

390 GIORGI, Bruno (1905-1993)

Torso de mulher. Escultura de bronze polido, sobre base de mármore preto medindo 9 x
12 x 9 cm de altura; altura do bronze: 17 cm; siglado atrás: BG.

391 Par de brincos art-déco de ouro 18 de ct com 3 ct de brilhantes e rodolitas em
quadrados.

392 RANZINI, Felisberto (1881-1976)

Flores. Óleo sobre tela, 65 x 50 cm. Assinado e datado embaixo à esquerda: F. Ranzini
/ 1947

393 Travessa de porcelana paleta Imari, 45,5 x 37 cm. China, séc. XVIII-XIX.

394 SANTIAGO, Manuel de Assumpção(1897-1987)

Cabeça de mulher. Óleo sobre tela, 41 x 32,5 cm. Assinado embaixo à direita: Manuel
Santiago.

395 Mesa estilo Luís XVI de madeira nua lavrada nas saias e nas pernas de seção
quadrada cujas amarrações curvas são centradas em elemento torneado; tampo de mármore
com predomínio do vermelho embutido em moldura de madeira; 151 x 72 x 77 cm de altura.
França, séc. XIX.

396 BONADEI, Aldo Cláudio Filipe (1906-1974)

Mulher sentada de cabeça baixa. Desenho a nanquim, 40 x 26,5 cm. Assinado e datado
embaixo à esquerda: Bonadei / 49.

397 Mantegueira de cristal facetado de Baccarat com tampa e base de prata francesa de
Veyrat; a tampa com pegador em forma de vaca, tem gravadas a iniciais YBB; 12 cm de
diâmetro; 14,5 cm de altura. França, séc. XIX.

398 MARTINI, R. (Séc. XX)

Peras. Óleo sobre tela, 25,5 x 30 cm. Assinado em cima à esquerda: R. Martini.

399 Par de almofadas frente e verso de tapete tribal Belouche. Séc., XIX.

400 Caixa para chá, de porcelana chinesa Cia.-das-Índias, família rosa, de seção
retangular, decorado com personagens; boca sem tampa na face superior; 6 x 9 x 12,5 cm
de altura. China, séc. XVIII/XIX.

401 FONSECA JÚNIOR, João Batista de Paula (1887-1960)

Paisagem de Teresópolis. Óleo sobre madeira, 43 x 51 cm. Assinado e datado embaixo à
direita: Júnior / 54 e no reverso: Teresópolis / J.B. de Paula Fonseca Jr. / 54.

Espólio do Dr. Vicente Sampaio Lara.

402 Tocheiro de banqueta de madeira dourada, guardando características da Restauração
francesa e mantendo certo sabor Império; decorado com folhas voltadas para cima no
fuste de linhas retas; base triangular sobre três esferas; 85,5 cm de altura. Brasil,
séc. XIX.

403 Colar de pérolas de três voltas com fecho de ouro de 18 ct.

404 Colar de pérolas de três voltas com fecho de ouro e brilhante.

405 CARYBÉ - Hector Júlio Bernabó (1911-1997)

Menino com papagaio colorido. Óleo sobre tela, 39 x 50,5 cm. Assinado e datado embaixo
à direita: Carybé / 86.

406 AGOSTINI, A. (1888-1973)

Couve-flor. Óleo sobre tela, 38 x 46 cm, Assinado e datado embaixo à direita:

A. Agostini / 1952.

Angelina Agostini, filha do caricaturista Ângelo Agostini (1843-1910) que tanto
sucesso obteve na imprensa brasileira, dedicou-se à pintura particularmente de
retratos. Foi aluna de Zeferino da Costa e de Henrique Bernardelli na Escola Nacional
de Belas Artes. Em 1913 ganhou o cobiçado prêmio de viagem à Europa.

Espólio do Dr. Vicente Sampaio Lara.

407 Bibelot de porcelana policromada provavelmente alemã, representando dançarina
sobre base oval com elementos dourados; base de 9,5 x 7 cm; 24,5 cm de altura. Europa,
séc. XX.

408 Par de vasos de vidro amassado doublé verde abacate por dentro e incolor irizado
por fora, provavelmente norte-americanos, decorado com fios de vidro sépia, à
semelhança de teia; boca irregular; 15 cm de altura. Séc. XX.

409 Sacola de sal de kilim caucasiano tribal. Séc., XIX.

410 PRATI, Eugênio (1889-1979)

Homem de óculos, paletó e gravata. Guache, 46 x 27 cm. Assinado embaixo à direita: E.
Prati.

Italiano de nascimento, Prati estudou na Academia de Verona. Foi escultor antes de
tudo e pintor com influências do Futurismo. Seus personagens costumam ter
características curiosas e até cômicas. Veio para o Brasil (São Paulo) em 1926 onde
faleceu.

410A PRATI, Ernesto (1889-1979)

Atelier Ferrari. Guache, 35,5 x 25 cm. Assinado embaixo à direita: E. Prati.

411 Prato raso de porcelana chinesa Cia.-das-Índias decorado no covo com ilustração de
mulher com chapéu e cordeiro a traço lembrando o niello, técnica européia de decoração
da prata; aba branca com filete ferrugem na borda; 22,5 cm de diâmetro. China, séc.
XVIII.

412 Par de brincos de ouro de 18 ct, com 1,20 ct de brilhantes e 2,40 de rubis
naturais.

413 Anel de ouro de 18 ct com safira central e pequenos brilhantes a sua volta.

414 Pequeno psichê para viagem, de madeira clara, dotado de base com frente curva e
gaveta, encimada por espelho oval basculante destacável, preso a batentes curvos em
forma de lira; base medindo 39 x 21 x 9,5 cm de altura; altura total com o espelho: 42
cm. Europa, séc. XX.

415 Tapete persa Khourassan, 480 x 382 cm ou 18,34 m2. Séc., XIX.

416 Conjunto de toucador de tartaruga e prata de Birmingham, formado de espelho de
cristal bisotê, duas escovas com cabos e duas escovas sem cabo; moldura de prata lisa
recortada; no reverso cristais de marcassita encrustados e guillochis em toda a volta;
medidas do cristal: 12,5 x 8,5 cm. Inglaterra, letra-data para 1929.

417 Broche oval de ouro de 18 ct com camafeu ao centro.

418 CAVALLEIRO, Henrique (1892-1975)

Cláustro de São Francisco. Desenho a nanquim, 35,5 x 45,5 cm. Assinado, situado e
datado embaixo à esquerda: H. Cavalleiro / Bahia / 1928 (?).

Espólio do Dr. Vicente Sampaio Lara.

419 Prato raso de porcelana chinesa Cia.-das-Índias família rosa, decorado com anjos e
figurações vegetais coroadas; na borda, figurações repetitivas interrompidas por
elementos de cor azul cobalto; 23 cm de diâmetro. China, séc. XVIII.

420 PUJOL, Colette (1913-) Mulher de blusa verde. Óleo sobre cartão, 35 x 27 cm.
Assinado embaixo à esquerda: Colette Pujol.

Espólio do Dr. Vicente Sampaio Lara.